Formula Chopp

UTIs lotadas e alta no índice de contágios, levam Franca a adotar mudanças na Saúde

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 13 de maio de 2021 às 17:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Alto índice de contágio e UTIs lotadas há semanas, leva Prefeitura de Franca a adotar novas mudanças na área de Saúde

Atendimento na recepção do Pronto-Socorro Álvaro Azzuz

 

Franca voltou a apresentar uma situação extremamente crítica na área de Saúde nesta quinta-feira, 13.

Com UTIs Covid SUS e particulares lotadas há semanas, a Secretaria de Saúde de Franca suspendeu a realização de testes de covid-19 nesta quinta-feira.

Franca é hoje a cidade do estado de São Paulo com a maior taxa de ocupação de leitos de UTI, chegando a 95%.

A medida foi adotada para que fosse feito o remanejamento dos profissionais que atendiam os moradores com suspeita da doença na tenda ao lado do Pronto-Socorro Álvaro Azzuz, para os leitos onde há pacientes internados com covid-19 e a demanda é altíssima.

Mudanças

A partir desta sexta-feira, 14, os atendimentos de pediatria realizados na UPA do Aeroporto, serão centralizados no Pronto-Socorro Infantil.

A medida foi adotada para transformar a pediatria da UPA do Aeroporto em uma unidade de suporte aos atendimentos de covid-19 do Pronto-Socorro Álvaro Azzuz.

O Pronto-Socorro Álvaro Azzuz continua sendo a central de atendimentos para casos suspeitos ou confirmados de covid-19 que, caso seja necessário, serão remanejados para esta nova unidade de atendimento.

Patrulha Covid

A Prefeitura de Franca também vai implantar uma espécie de ‘patrulha covid’ que, juntamente com a Guarda Civil e Vigilância Sanitária, para fiscalizar e coibir abusos na cidade, numa tentativa de diminuir a taxa de transmissão do coronavírus na cidade.

Outra medida que deverá ser adotada é a contratação de mais profissionais para o trabalho na linha de frente no combate ao coronavírus em Franca.

Esta proposta deverá ser encaminhada já na terça-feira, 18, à Câmara de Vereadores.

 


+ Saúde