Formula Chopp

Santa Casa de São Joaquim da Barra vive colapso com o número de casos de covid-19

  • Robson Leite
  • Publicado em 17 de maio de 2021 às 08:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

“De onde a Santa Casa vai tirar dinheiro para continuar fazendo assistência médica para as pessoas. Até quando a Santa Casa vai aguentar?”, pergunta Destro

Prédio da Santa Casa de São Joaquim da Barra, que vive um colapso por causa do número de covid na cidade

O diretor superintendente da Santa Casa de São Joaquim da Barra, João Alberto Destro, alertou que a atual situação da instituição é de colapso.

Segundo ele afirmou em entrevista à Regional FM, em abril foram registrados mais de 200 casos de coronavírus em São Joaquim da Barra.

Esses casos confirmados geraram 512 diárias de internações clínicas e geraram mais 387 diárias de internações em UTI a um custo de R$ 2 milhões para a Santa Casa.

Em tom de alerta, Destro afirmou que o faturamento da Santa Casa de São Joaquim da Barra com o SUS é de quase R$ 400 mil.

E pergunta: “De onde a Santa Casa vai tirar dinheiro para continuar fazendo assistência médica para as pessoas. Até quando a Santa Casa vai aguentar?”.

Insistindo no alerta, ele diz que os recursos financeiros são finitos e eles estão terminando. “Não tem mais de onde tirar dinheiro para fazer tratamento”.

João Alberto Destro diz que está vendo o momento em que a Santa Casa terá de fechar as portas. Vai ter uma hora de dizer “que não entra mais ninguém porque não tem como tratar”.

O diretor afirma que não tem mais recursos financeiros para comprar medicamentos, para pagar hora extra para funcionários, para pagar médico intensivista e nem para médico clínico.


+ Cidades