Prêmio Sesc de Literatura encerra as suas inscrições nesta sexta-feira (19)

  • Nina Ribeiro
  • Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 21:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Obras podem estar nas categorias romance ou conto e devem ser inéditas; vencedores são publicados pela editora Record

Terminam nesta sexta-feira (19) as inscrições para o 18º Prêmio Sesc de Literatura 2021, considerado um dos mais importantes do Brasil para revelação de novos escritores.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site do Sesc, onde o regulamento completo está disponível. As obras devem ser inéditas e podem ser inscritas nas categorias romance e conto.

O Prêmio Sesc de Literatura contribui para a renovação do panorama literário brasileiro e enriquece a cultura nacional, segundo os organizadores. As informações são da repórter Alana Gandra, da Agência Brasil.

Os vencedores têm suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares. A editora insere os livros na cadeia produtiva do mercado livreiro.

O analista de Literatura do Departamento Nacional do Sesc, Henrique Rodrigues, salientou que apesar de estarmos ainda na pandemia do novo coronavírus, “seguimos fortes com todo o processo e planejamento para revelar novos escritores”.

A premiação foi criada em 2003 e se consolidou como a principal do país para autores iniciantes. No ano passado, foram inscritos 1.358 livros, sendo 692 romances e 666 contos”, informou.

Os livros são inscritos pela internet, gratuitamente, e protegidos por pseudônimos, o que impede qualquer tipo de favorecimento.

Os romances e contos são avaliados por escritores profissionais renomados, que selecionam as obras vencedoras pelo critério da qualidade literária.

Desde a criação do concurso, em 2003, mais de 16 mil livros foram inscritos e 31 novos autores foram revelados.

No ano passado, os vencedores foram Caê Guimarães, do Espírito Santo, na categoria romance, por “Encontro você no oitavo round”, e Tônio Caetano, do Rio Grande do Sul, na categoria conto, por “Terra nos Cabelos”.