Por conta da pandemia, posse dos vereadores e prefeito será restrita

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 26 de dezembro de 2020 às 14:21
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:42
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Acesso ao plenário da Câmara Municipal será restrita aos políticos eleitos e imprensa

a solenidade da posse contará exclusivamente com a presença das autoridades que tomarão posse, do prefeito e vice-prefeito que irão transmitir os cargos

De forma a evitar a propagação do covid-19, a Câmara Municipal de Franca adotou medidas reforçadas de distanciamento social na ocasião da posse dos vereadores, prefeito e vice-prefeito, que ocorre no dia 1º de janeiro de 2021, a partir das 10h, no Plenário.

Pelo fato de o governo estadual ter anunciado procedimentos restritivos para os períodos de Natal e Ano Novo, coincidindo com a data da posse, e de que os casos de infecção pelo coronavírus terem aumentado nos últimos dias em Franca, uma reunião foi convocada para discutir a questão no Fórum de Cidadania da Câmara.

No encontro, estavam presentes o presidente da Casa de Leis, o vereador Pastor Palamoni (PSD); o 2º Secretário da Mesa Diretora da Câmara, o vereador Della Motta (Podemos); servidores do Poder Legislativo local e representantes do Executivo (tanto da gestão atual quanto da que tomará posse no ano que vem).

As discussões resultaram na edição do Ato da Mesa Diretora nº 18 (veja texto integral abaixo; ele será publicado no Diário Oficial do Município amanhã, 24). 

O documento determina que, para evitar aglomerações, a solenidade da posse contará exclusivamente com a presença das autoridades que tomarão posse, do prefeito e vice-prefeito que irão transmitir os cargos, da imprensa credenciada antecipadamente e dos servidores da Câmara convocados para auxiliar nos trabalhos.

Ninguém mais poderá ter acesso ao prédio da Câmara neste dia. Desse modo, os eleitos não poderão levar convidados para assistir à posse presencialmente.

Palamoni deu mais detalhes sobre o evento: “Seguindo as normas e protocolos de saúde e tendo em vista esse momento de pandemia que estamos vivendo, por precaução, a posse será presencial mas restrita. Lembrando que, no dia, o uso de máscara será obrigatório e álcool em gel estará disponível nas dependências e na entrada da Câmara Municipal”.

No dia 1º de janeiro, Alexandre Ferreira (MDB) e Everton de Paula (PRTB) tomarão posse como prefeito e vice-prefeito, respectivamente. 

Já os vereadores que irão iniciar seus mandatos são: Lindsay Cardoso (Cidadania), Donizete da Farmácia (MDB), Luiz Amaral (Republicanos), Daniel Bassi (PSDB), Carlinho Petrópolis Farmácia (PL), Zezinho Cabeleireiro (PP), Claudinei da Rocha (MDB), Ronaldo Carvalho (Cidadania), Ilton Ferreira (PL), Kaká (PSDB), Gilson Pelizaro (PT), Pastor Palamoni (PSD), Marcelo Tidy (DEM), Della Motta (Podemos) e Lurdinha Granzotte (PSL).

Pastor Palamoni (à esquerda) em reunião com servidores e representantes do Poder Executivo