Polícia Militar forma 2.669 soldados para reforçar a segurança no estado

  • Salvador Netto
  • Publicado em 4 de dezembro de 2020 às 18:22
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 10:27
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Após um ano de treinamento, profissionais concluíram o curso e aguardam distribuição

A Polícia Militar formou, na manhã desta sexta-feira (4), 2.669 soldados que irão reforçar a segurança no Estado de São Paulo. 

Os novos profissionais foram selecionados por meio de concurso público e passaram por um ano de treinamento na Escola Superior de Soldados (ESS). O evento aconteceu na sede da escola, em Pirituba, na zona norte de São Paulo, com a presença de 609 formandos.

“A partir de hoje vocês são policiais em qualquer lugar do planeta. Honrem isso. Agradeçam às suas famílias, aos seus instrutores. Acreditem no nosso treinamento e capacitação. Vocês são capazes e farão o serviço mais importante da Polícia Militar: patrulhar ruas e proteger pessoas”, disse o comandante geral da PM, coronel Fernando Alencar Medeiros.

Composta por 2.079 homens e 590 mulheres, a turma concluiu o Curso Superior Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, que teve início em dezembro do ano passado. 

Foram cerca de 1,9 mil horas de aulas que abordaram disciplinas, como Direitos Humanos, Criminalística, Tiro Defensivo pela Preservação da Vida, Defesa Pessoa, Inteligência Policial, Psicologia, Medicina Legal, Doutrina de Polícia Comunitária, entre outras.

Com a formatura, o próximo passo é definir a distribuição dos novos policiais que irão reforçar a segurança no Estado –  o que será feito nos próximos dias. Em forma de homenagem, a turma escolheu como patrono Jonathan Silva Melo, formando que faleceu em junho deste ano, vítima do Covid-19.

Mais PMs nas ruas
Na atual gestão, já foram contratados 5.060 policiais militares que estão em plena atividade, reforçando a segurança no Estado. Além deles, outros 692 profissionais passam atualmente por formação como alunos-oficiais.

Também foi anunciado, no final de novembro, a nomeação de 2.100 soldados de um edital de 2019, que estava suspenso devido à pandemia. 

E para o primeiro semestre de 2021, está prevista a nomeação de mais 2.700 soldados e 190 alunos-oficiais de outros dois concursos suspensos, dos anos de 2019 e 2020, respectivamente.