Formula Chopp

Município espera presença maciça de idosos para receber a vacina contra gripe

  • Dayse Cruz
  • Publicado em 13 de abril de 2021 às 09:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Contabilidade dos dados pode servir para índice de vacinas nos próximos anos; ausência pode significar baixos números de vacinas para Franca

Fundamental que quem se imunizou contra COVID-19 aguarde pelo menos 14 dias para se vacinar contra o vírus Influenza

Franca iniciou nessa semana a  campanha de vacinação contra gripe, que em 2021 visa atingir uma cobertura mínima de 90% no público de pessoas no Município.

É importante que todos os idosos procurem os postos de vacinação, já que os números de vacinação do ano passado estão sendo utilizados para a vacina da Covid. E, como Franca não atingiu os números reais em 2020 e o gverno federal utilizou os números para a cobertura vacinal contra a Covid em 2021, Franca tem recebido menos vacinas do que outros municípios que alcançaram um índice melhor.

É fundamental que quem foi ou for vacinado contra o coronavírus priorize este imunizante e respeite o intervalo mínimo de 14 dias para depois se vacinar contra o vírus Influenza, causador da gripe (confira orientações complementares).

O cronograma da campanha é composto por três etapas que se estenderão até 9 de julho.

INICIO

Na segunda-feira a vacina foi destinada aos trabalhadores da Saúde, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) e crianças com idade a partir de 6 meses até cinco anos completos. Este grupo  de pessoas  poderá ser vacinado até o dia 10 de maio.

A partir do dia 11 de maio será a vez dos idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e dos professores das redes pública e privada.

Já a terceira etapa começa em 9 de junho, alcançando pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.

Seguindo a legislação, deverão ser priorizados nas salas vacinais os idosos com mais de 80 anos e haverá triagem diferenciada e orientações para quem apresentar sintomas respiratórios.

COVID-19

As salas de vacinação deverão manter organização do ambiente e evitar aglomerações, com distanciamento entre mesas e profissionais e pacientes, além da disponibilização de álcool para higienização das mãos.

A aplicação da vacina contra a gripe deve ocorrer em sala distinta da reservada para imunização contra COVID-19.

Os profissionais estão orientados a fazer triagem com identificação de paciente com sintomas respiratórios, como tosse, coriza e falta de ar.

Os que apresentarem apenas tosse ou coriza poderão receber a vacina, com a orientação para procurar um serviço de saúde.

A mesma recomendação será dada aos que apresentarem febre ou mau estado geral, e neste caso a aplicação da vacina precisará ser reprogramada até a recuperação do quadro clínico.

Cronograma

– A partir de 12/04: trabalhadores da Saúde, indígenas, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) e crianças com idade a partir de 6 meses até cinco anos completos;

11 de maio: idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e dos professores das redes pública e privada;

9 de junho: pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.


+ Saúde