Lojas, bares e restaurantes vão se adequar às normas de controle da Pandemia

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 18 de janeiro de 2021 às 14:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Lojas e bares terão regras a partir desta segunda-feira com a regressão ao Plano SP

Com regras para a fase laranja, Acif e CDL definem horários de funcionamento do segmento para atendimento ao público

As duas entidades que direcionam o funcionamento de lojas e comércio como um todo: Associação do Comércio e Indústria de Franca (Acif) e CDL Franca – Câmara dos Dirigentes Lojistas -, com o decreto do governador João Dóri, estabelecendo novos critérios para os Municípios que regrediram no Combate a Pandemia do Coronavírus, definiram o horário de funcionamento das lojas de rua e shoppings durante a fase laranja do Plano São Paulo, que começa nesta segunda-feira (18).

Pela norma e, também acatando decreto do prefeito Alexandre Ferreira, as regras são um pouco diferente para que estava na fase amarela – Franca foi rebaixada por conta dos altos índices de internações de pacientes com Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

REGRAS

De acordo com o estado, podem funcionar todos os serviços que já funcionavam na fase amarela, com 40% de capacidade do espaço, exceto o atendimento presencial em bares.

A diferença está no período de funcionamento, que passa a ser de oito horas diárias.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

As lojas de rua abrem das 9h às 17h de segunda-feira a sexta-feira. Depois, entre 17h e 18h, as vendas podem ocorrer por drive-thru ou take away, que é quando a pessoa agenda a retirada dos produtos nas lojas.

Aos sábados, a abertura também está prevista para as 9h. No entanto, as lojas fecham às 15h.

No Franca Shopping, o funcionamento é das 12h às 20h de segunda a sábado. Aos domingos, a abertura é das 14h às 20h.

A praça de alimentação também abre das 12h às 20h para os restaurantes, assim como as salas de cinema. Os bares ficam fechados.

PREFEITURA VAI RECORRER

Após a reclassificação, o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) disse que vai negociar com o estado a volta à fase amarela.

Além disso, culpou o governo paulista pelo fechamento de leitos na cidade e não descartou acionar a Justiça contra o rebaixamento.

Franca soma, até esta segunda-feira, 13.257 casos do novo coronavírus e 238 mortes.

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na noite de domingo (17), a taxa de ocupação em leitos de UTI na cidade é de 93,54%, com 58 pacientes internados em 62 vagas disponíveis.(fontes: Prefeitura/CDL Franca/Acif)


+ Comércio