Formula Chopp

Estado de SP cria mais leitos de UTI que países como França, Itália e Reino Unido

  • Joao Batista Freitas
  • Publicado em 15 de junho de 2021 às 17:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A expansão fez o total de vagas de UTI criadas em São Paulo superar toda a capacidade da Itália, que era de 5 mil, e mais que dobrar em relação ao Reino Unido, com 4 mil leitos.

Os números de UTIs em todo o Estado de São Paulo é maior do que muitos países da Europa

Desde março do ano passado, o número de vagas de UTI cresceu 150% no Estado de São Paulo, passando de 5,7 mil para 14,4 mil no auge da segunda onda.

Segundo a revista ISTOÉ, a prioridade que os governos estaduais e municipais deram ao fortalecimento da rede hospitalar em todo o estado durante a pandemia da Covid-19 fez o número de leitos de UTIs subir 150% em apenas 13 meses.

Somente as 8,6 mil vagas criadas durante a gestão João Doria (PSDB) para garantir atendimento a pacientes graves com Covid-19 supera o total de UTIs já instaladas nas redes de saúde de países como França, que tem 7 mil leitos.

Em maio de 2020, a rede hospitalar de São Paulo somava 5.786 vagas de UTI.

No final de março de 2021, esse número havia saltado para 14.414, um crescimento jamais visto no sistema de saúde local.

A expansão em São Paulo também fez o total de vagas de UTI criadas em São Paulo superar toda a capacidade instalada da Itália, que era de 5 mil, e mais que dobrar em relação ao Reino Unido, com 4 mil leitos.

Agora, com a expansão da vacinação determinada pelo governador no território paulista, a tendência é que o sistema hospitalar sofra menos pressões e que a expansão do atendimento a pacientes graves fique como legado pós-pandemia em São Paulo.


+ Saúde