Formula Chopp

Estado de São Paulo vai flexibilizar regras e permitir mais alunos em escolas

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 14 de junho de 2021 às 22:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Novo plano pretende eliminar o percentual restritivo e passar a usar como base os protocolos de segurança já adotados segundo critérios da OMS

Governo do Estado de São Paulo vi permitir, presencialmente, mais que a capacidade atual de alunos, que é 35%

 

A Secretaria de Educação de São Paulo preparou um plano com uma série de mudanças para permitir mais alunos em sala de aula a partir de agosto.

Atualmente, as escolas só podem receber 35% de alunos matriculados por dia.

O novo plano pretende eliminar o percentual restritivo e passar a usar como base os protocolos de segurança já adotados segundo critérios da OMS – considerando orientações como uso de máscara e distanciamento de um metro de distância entre os alunos em sala de aula, por exemplo.

A informação foi confirmada pelo secretário de educação, Rossieli Soares e já havia sido antecipada pela CNN, na última semana.

O plano elaborado pela Secretaria de Educação com ajuda de especialistas ainda passará pelo crivo do Centro de Contingência do Coronavírus — um grupo formado por 20 especialistas que auxiliam o governo sobre a retomada de atividades no estado.

A reunião para decidir sobre o assunto será nesta terça-feira, 15, de manhã.

Segundo apuração da reportagem, há consenso entre o os médicos de que é preciso flexibilizar as regras e permitir “atividades presenciais de forma regular e ampliada” já a partir do segundo semestre.

A medida não está diretamente condicionada à vacinação dos 873 mil funcionários da educação básica, mas até lá, o governo espera ter vacinado boa parte desse grupo.

“O limite pra vacinar todo mundo seriam os primeiros dez dias de setembro”, disse Rossieli Soares.


+ Educação