Chuveiro elétrico: misturar água e energia no banho é exclusividade dos brasileiros

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 16 de outubro de 2021 às 21:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Saiba mais sobre esse curioso eletrodoméstico e a forma correta e segura de utilização

Saiba mais sobre esse curioso eletrodoméstico e a forma correta e segura de utilização

Invenção brasileira e é utilizado quase que exclusivamente no país chuveiro elétrico é um eletrodoméstico, ao mesmo tempo, incrível e improvável.

Tanto que mistura de água com energia elétrica diretamente em um eletrodoméstico é uma ideia desenvolvida no Brasil em que vai meio na contramão do que se usa no resto do mundo.

Apesar de estar presente no dia a dia de grande parte da população do Brasil, o uso e manutenção do chuveiro elétrico por parte dos consumidores nem sempre é feito de maneira correta, oferecendo assim alguns riscos, além de prejudicar a durabilidade do equipamento.

Pensando nisso, a equipe da Allianz Assistance, marca especialista em assistência 24h da Allianz Partners, apresenta 5 principais cuidados para serem tomados em relação chuveiro elétrico. Confira abaixo:

1: Instalação e manutenção

O primeiro ponto a ser observado é a própria instalação do chuveiro elétrico, uma vez que requer grande atenção desde o início para não causar problemas futuros.

A instalação do equipamento com conexão de fio terra é de extrema importância para evitar choques elétricos, que geralmente já vêm de fábrica.

Além disso, é necessário que o chuveiro ou a ducha sejam compatíveis com o circuito elétrico onde o equipamento será instalado, além de também ser muito importante o uso de conectores de louça na emenda dos fios.

Já a manutenção deve ser feita quando o equipamento perde a eficiência no aquecimento e quando há algum tipo de obstrução no espalhador de água.

2: Erros a serem evitados

Um dos erros mais comuns e que podem causar problemas no chuveiro são banhos prolongados em alta temperatura, além da utilização de equipamentos não compatíveis com a rede elétrica e até mesmo a falta de fio terra na instalação, conforme citado acima.

É importante lembrar também que os chuveiros ou duchas com resistência blindada oferecem maior durabilidade e segurança para os usuários.

3: Segurança em primeiro lugar

Para evitar acidentes, é recomendado utilizar o termostato de temperatura de forma adequada, ou seja, escolher a temperatura de acordo com a condição climática.

Além disso, se tratando de chuveiros convencionais, a temperatura nunca deve ser trocada com o chuveiro ligado.

Isso porque todo chuveiro elétrico, quando ligado, gera faíscas internas no momento da conexão entre os contatos internos.

4: Fiação elétrica

Quando o assunto é a fiação elétrica, alguns cuidados também devem ser tomados. A fiação e disjuntores devem ser compatíveis com o equipamento instalado.

Caso seja identificado o derretimento da fiação, cheiro de queimado ou disjuntor desarmando, é recomendado procurar por um atendimento técnico para a verificação do problema.

5: Conte com ajuda profissional

Por fim, para aquelas pessoas que não têm muita familiaridade com instalações ou reparos na área de elétrica, é sempre recomendado contar com o serviço de um profissional especializado.


+ Curiosidades