Verzola teve sangramento craniano e seu estado de saúde ainda é grave

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 5 de julho de 2020 às 12:52
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:56
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Verzola está entubado e sedado, e assim deve ficar enquanto os médicos esperam a resposta do organismo

É grave o estado de saúde do radialista e colunista Paulo Roberto Verzola, que foi
internado às pressas no sábado no Hospital São Joaquim.

Verzola está entubado e sedado, situação que deve permanecer enquanto os médicos esperam uma resposta do organismo à cirurgia cerebral à qual ele foi submetido.

Segundo as informações médicas, o trauma craniano que ele sofreu, depois de uma queda na sua residência, causou sangramento cerebral.

Ainda de acordo com as informações, Paulo Roberto Verzola teve um hematoma occipital (quase na base base traseira do cérebro, próximo da nuca) e também um hematoma frontal.

O mais provável é que na queda tenha havido um ricochete, quando há impactos graves na caixa óssea. Ele teve sangramento na parte posterior e na parte dianteira do cérebro.

O radialista e colunista foi operado às pressas, com a cirurgia tento terminado por volta das 22h. Os médicos consultados disseram que se trata de um caso grave, que vai depender muito da resposta do organismo.

HISTÓRIA 

Paulo
Roberto Verzola começou sua carreira de radialista na Difusora, onde foi
contratado para trabalhar como auxiliar de escritório e, mais tarde, foi
apresentador de programa. 

No
final dos anos 60, lançou o programa Uma Hora com o Verzola, que logo se
transformou em campeão de audiência do rádio francano.

Ele
sempre trabalhou na rádio Difusora, mas agora tem programas na rádio Franca do
Imperador. 

São
mais de 50 anos de comunicação com campanhas filantrópicas, ajuda ao próximo,
ajuda à creche Angelo Verzola, promoções e muitas atrações.

Além de ser um radialista de sucesso, Paulo Roberto Verzola assumiu uma coluna de notícias no Diário da Franca desde a fundação do jornal. 

Não bastasse isso, foi também para a televisão, mantendo um programa de entrevista na TV Franca, transmitido pela NET, com o mesmo sucesso que teve em suas outras atividades.