Formula Chopp

Veja o que vereador francano pretende fazer com os idosos sem casa própria na cidade

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 5 de junho de 2021 às 15:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Proposta já foi apresentada ao governo do Estado, que pode acatar medida em breve

Proposta já foi apresentada ao governo do Estado, que pode acatar medida em breve. Na foto, Bassi com o secretário Flávio Amary

Muitos idosos de Franca não têm casa própria. E nos lares não há vagas para todos. Assim, um grande número de pessoas com idade avançada tem que utilizar os humildes recursos da aposentadoria para pagar aluguel. Ou morar de favor com parentes.

Diante de muitos relatos de idosos de Franca, o vereador Daniel Bassi esteve em São Paulo, onde se reuniu com o secretário de Habitação do Estado, Flavio Amary, e com a diretoria da CDHU – Companhia do Desenvolvimento Habitacional Urbano – para relatar a situação.

Ao pedir providências, Bassi foi informado sobre o programa habitacional Vida Longa, antes chamado de Vila Dignidade, que atende a idosos que não possuem casa própria.

Os idosos inseridos no Vida Longa, preferencialmente casais, recebem a cessão da moradia, que valerá para o resto de suas vidas. Na falta de um cônjugue, o outro pode seguir morando no local enquanto viver.

Não há continuidade para os herdeiros e, quando os ocupantes falecerem, outro casal de idosos ganho o direito a ocupara a habitação.

Cada vila do programa Vida Longa tem 28 casas, totalmente adaptadas à melhor idade. O Estado financia toda a instalação das casas e à Prefeitura cabe destinar um local.

Também cabe ao município destacar profissionais de saúde e assistência social para visitas periódicas à vila e a manutenção das moradias.

“Eu já oficiei o prefeito Alexandre Ferreira sobre o assunto, pois entendo que, diante do ganho social e de respeito aos idosos, é um investimento sensato e necessário, tanto do Estado como do Município”, afirmou Bassi.

Para que Franca seja inserida no Vida Longa, é necessário que haja a solicitação ao Estado pela Prefeitura, além do ofício já protocolado pelo vereador.

Ato contínuo, o vereador vai se reunir e tratar do assunto também com o deputado Roberto Engler, para que ele faça a articulação junto ao governo estadual e fortaleça a demanda.

“Vamos fazer a nossa parte para que Franca receba o Vida Longa, como várias cidades já têm. É um investimento em saúde e no respeito aos nossos idosos”, concluiu Daniel Bassi.


+ zero