Seguro de carro para mulheres é até 23% mais barato que para homens

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 7 de março de 2020 às 11:59
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:27
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Preço do seguro é menor em todos os cenários pesquisados: em diferentes estados, faixas de idade e outros

​O preço dos seguros dos carros para mulheres é até 23% menor do que para homens, segundo um estudo da corretora online Minuto Seguros. O motivo? O público feminino é considerado de menor risco pelas seguradoras.

De acordo com dados da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), o total de sinistros que ocorrem com mulheres gera valores menores de indenização do que os que acontecem com os homens, o que ajuda a explicar o fato do público feminino ser considerado de menor risco por parte das seguradoras.

A soma das indenizações pagas às mulheres representa cerca de 63% do total do valor segurado. Isso significa que a cada R$ 100 de seguro pago por elas, elas recebem uma indenização de R$ 63. 

Já entre os homens, as indenizações representam 66% do total do valor segurado.

O preço do seguro é menor em todos os cenários pesquisados: em diferentes estados, faixas de idade e categorias de automóveis por preço.

No Distrito Federal, a diferença no valor do seguro é de 20%, e no Paraná, de 19%. A variação de preço é menor, mas ainda assim relevante, no Pará (16%), em São Paulo (14%) e na Bahia (10%).

Ao analisar as faixas por idade, o estudo apontou que a maior diferença no valor do seguro está entre os mais jovens. 

Para as mulheres de até 25 anos, o preço é, em média, 23% mais barato. Já na faixa entre 26 e 30 anos, a variação de preço é de 17%, e entre quem tem de 31 a 35 anos, de 20%.

Na faixa de 36 a 40 anos, o seguro para mulheres é 16% mais barato, e entre 41 e 50 anos, 12% mais baixo. Para mulheres de 50 anos ou mais, a diferença é pequena, de 3%.

Ao considerar as diferentes categorias de veículos, quanto mais caro o carro, maior a variação nos valores. Entre os automóveis que custam de R$ 70 mil a R$ 100 mil, por exemplo, mulheres pagam 18% a menos do que homens.

Já na categoria de veículos entre R$ 20 mil e R$ 25 mil, o preço para o público feminino é só 6% mais baixo. 

Nas faixas de valor entre R$ 25 mil e R$ 40 mil e entre R$ 55 mil e R$ 70 mil, a diferença de preço é de 11%, e na categoria entre R$ 40 mil e R$ 55 mil, de 14%.