Sabesp otimiza obras de captação de água bruta do sistema Sapucaí

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 24 de novembro de 2020 às 12:31
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 09:21
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Ação da deputada Graciela destravou processo e vai garantir melhor abastecimento de água para Franca

As obras finais do sistema de captação de água do Sapucaí estão avaliadas em cerca de R$ 33 milhões

O abastecimento de Franca tem sido uma das maiores preocupações atualmente, já que o sistema de captação do Canoas e Pouso Alegre está chegando ao limite máximo, principalmente em período de estiagem.

Além disso, um dos entraves que comprometia o abastecimento do Município era o projeto do sistema de captação de água bruta do Sapucaí Mirim, que estava paralisado.

Diante ao grave problema, a deputada estadual Delegada Graciela reuniu-se com a executiva da Sabesp em busca de soluções. E, após dirimir os entraves, a empresa retomou as obras neste segundo semestre. Desde então, os serviços estão sendo executados dentro do prazo.

Desta forma, é possível que em 2021, no período de estiagem, a região do complexo Aeroporto (Aeroporto 1, 2, 3 e 4, além do Santa Bárbara, Elimar, Vila Real, Vila Hípica e outros) passa a ter água fornecida pelo novo sistema do Sapucaí.

A informação foi dada à deputada Delegada Graciela por Gilson Santos Mendonça, superintendente da Sabesp da Unidade de Negócio Pardo e Grande. Segundo ele, o andamento das obras lineares segue o previsto em contrato, que deverá ser cumprido até 2022, com o sistema entregue ao Município, impulsionando um aumento no abastecimento de água na cidade.

As obras finais do sistema de captação de água do Sapucaí estão avaliadas em cerca de R$ 33 milhões.