Formula Chopp

Prefeitura de Franca cria Central de Monitoramento para acompanhar casos de Covid

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 2 de fevereiro de 2021 às 07:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Central de Monitoramento fará o acompanhamento diário dos casos de Covid-19 em pacientes da cidade que contraíram ou são suspeitos da doença

Central de Monitoramento acompanhará casos de pacientes que fazem o tratamento em casaCentral de Monitoramento acompanhará casos de pacientes que fazem o tratamento em casa

 

Por determinação do prefeito Alexandre Ferreira, a Secretaria de Saúde colocou em funcionamento na última segunda-feira, 1º de fevereiro, a Central de Monitoramento que fará o acompanhamento diário dos casos de Covid-19, em pacientes da cidade que contraíram ou são suspeitos da doença.

A unidade vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 7 às 19h, com cerca de 15 servidores, que terão a missão de acompanhar, orientar e assistir os casos de pacientes vítimas da Covid e que estão em acompanhamento domiciliar pela rede municipal de Saúde.

A vigilância ativa e contínua desses pacientes é o principal objetivo da secretaria, que fará um contato direto, por telefone, com o paciente para fazer a revisão dos sintomas e a evolução do quadro clínico a cada 24h, em pessoas com mais de 60 anos e portadores de condições clínicas de risco e a cada 48h, nos demais casos, até completar 14 dias do início dos sintomas.

O monitoramento será estendido para os demais integrantes da família, que deverão se manter em isolamento domiciliar e afastados do trabalho por duas semanas.

Caso a situação clínica e os sintomas do paciente se agravem, ele será encaminhado para o atendimento especializado.

Caberá à Central de Monitoramento manter a regularidade diária, nas ligações para os pacientes, atualizando as informações e as medidas adotadas, em cada contato realizado desde o início até a finalização do caso.

Lucas Souza, secretário de Saúde, informou que esse trabalho recomendado pelos protocolos do Ministério da Saúde já estava sendo realizado, porém em uma proporção menor.

“A partir de agora, vamos aperfeiçoar este trabalho, atualizando as informações, diariamente, com contatos diretos com os pacientes, orientando e conduzindo as ações para que possamos diminuir as taxas de transmissão da doença”, informou.


+ Saúde