Formula Chopp

Pelado: estudo diz que dormir sem roupa ajuda a perder até 500 calorias por semana

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 17 de janeiro de 2021 às 09:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Segundo pesquisadores, o corpo trabalha mais para se manter aquecido ao adormecer sem roupa, o que queima calorias

Dormir sem roupas ajuda a queimar calorias extrasDormir sem roupas ajuda a queimar calorias extras

Muita gente acha que dormir sem roupas é bem mais agradável de pijamas.

No entanto, além do conforto, uma pesquisa britânica alega que a prática também pode turbinar o emagrecimento.

Isso mesmo. De acordo com o estudo, dá para queimar algumas gordurinhas sem fazer nada.

O professor Michael Simmons é um dos acadêmicos responsáveis e afirmou, em entrevista ao Channel 4, que o corpo trabalha mais para se manter aquecido ao adormecer sem roupa.

Segundo ele, são gastas cerca de 300 calorias enquanto se dorme à noite, com roupas.

Se estiver nu, por sua vez, o número sobe para até 500 calorias.

“Quando o corpo está em uma temperatura mais fria, ativa o tecido chamado gordura marrom, que queima calorias extras enquanto tenta se aquecer”, explicou.

A gordura marrom faz parte do tecido adiposo, que também inclui a gordura branca.

A principal função da parte branca é armazenar gordura para promover uma reserva energética ao corpo.

Por sua vez, a gordura marrom tem função termogênica, logo, queima calorias para gerar calor.

Vale ressaltar que, para a magia acontecer, não basta deixar o pijama de lado.

O local do descanso precisa estar com até 18 graus de temperatura. Ou seja, a técnica não vale durante o verão ou noites mais quentes sem o auxílio de ar condicionado.

“A menos que sinta frio, você não vai ligar sua gordura marrom. Não há ganho sem dor”, pontuou o professor.

Em contrapartida, a nutricionista Talyta Machado esclarece que a ativação da gordura marrom não é suficiente para emagrecer alguém da noite para o dia.

“Precisa ter o gasto de energia, com o exercício físico, para que realmente haja queima de calorias”, explicou, ao canal.

Ela acrescenta que a teoria do estudo britânico não deve ser utilizada como único meio de perda de peso.

Isso porque, embora queime calorias, não é o suficiente para que haja redução significativa na balança e nas medidas.

O sono é essencial para o processo de emagrecimento, em conjunto com alimentação balanceada e rotina de exercícios físicos.

Uma noite bem dormida é capaz de queimar quantidades significativas de calorias, além de garantir disposição e energia ao longo do dia.

Em repouso, o organismo faz a regulação de hormônios importantes para a manutenção do metabolismo e controle do apetite, o que impacta diretamente na redução de peso.

De acordo com Talyta, quando não há qualidade de descanso, o corpo não produz as substâncias no período necessário e o ciclo do organismo é interrompido.

Além de não ser indicado e nem agradável sentir frio enquanto se dorme, ela ressalta que se basear nisso pode causar frustração e resfriados indesejados.

“Isso pode até prejudicar a qualidade do sono, que é muito mais importante para o emagrecimento”, salienta. “As rotinas que se tem ao dormir e ao acordar influenciam muito mais no peso do que dormir pelado”.

*Com informações Metrópoles


+ Curiosidades