MPSP e Instituto Rede da Mulher Empreendedora formalizam convênio

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 23 de novembro de 2020 às 23:47
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 09:19
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Termo de cooperação objetiva a criação de iniciativas para mulheres vítimas de violência doméstica

O MPSP encaminhará ao instituto as vítimas de violência para inserção nos programas conforme as vagas existentes

O Ministério Público de São Paulo e o Instituto Rede da Mulher Empreendedora formalizaram um Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de desenvolver programas destinados a mulheres em situação de violência doméstica e familiar.

O MPSP encaminhará ao instituto as vítimas de violência para inserção nos programas, conforme a disponibilidade de vagas para cursos presenciais e a distância.

“Este convênio vai nos ajudar a resgatar as mulheres vítimas dessas atrocidades”, disse o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo. 

Ele saudou todos os envolvidos no projeto, lembrando que as discussões iniciais surgiram no âmbito do gabinete de crise instituído pela PGJ para orientar a atuação dos membros da instituição no combate à pandemia do novo coronavírus.

Com a quarentena, cresceu o número de casos de violência doméstica. “Tenho orgulho desse time do Ministério Público”, anotou Sarrubbo.

“Tenho certeza que será um marco muito importante para as mulheres”, disse a presidente do instituto, Ana Fontes. “a parceria é muito importante para o nosso Ministério Público de São Paulo”, afirmou a promotora Valéria Scarance, assessora do Núcleo de Gênero do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAOCrim).