Formula Chopp

Lábios impactantes: Os batons escuros que vieram pra ficar!

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 6 de dezembro de 2015 às 17:29
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:32
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

As cores escuras como o vinho e o roxo ganham cada vez mais o gosto das brasileiras

O batom roxo é um dos preferidos das brasileiras na temporada (Foto: Reprodução)

Nas temporadas passadas as cores escuras de batom eram tendências do
outono/inverno, assim como está em alta no momento na temporada
internacional. No entanto, as passarelas brasileiras emprestam a
tendência da gringa, e as cores escuras como o roxo e o vinho são
um sucesso na temporada do alto verão brasileiro. Tons de vermelho
intenso, burgundy, tons de roxo intenso e vivos e até mesmo, tons
próximos ao preto – quanto mais escuro melhor. E não pense que
os tons escuros são difíceis de usar. A paleta funciona bem para
todos os tipos de pele. Cores fechadas fazem os dentes parecerem mais
brancos. A ousadia da mulher moderna apenas a torna ainda mais
sedutora.

Minimalismos a parte, as maquiagens com cores fortes deixam o look
mais sexy e sofisticado. O lábio marcante mostra atitude e
sensualidade, sem deixar de ser feminino. Apesar de ser mais exótico,
o batom escuro é democrático e fica bem em qualquer pessoa. Além
de lindo, o tom mais marcante na boca elimina um bom tempo na hora da
maquiagem. Para ficar bonita, basta deixar a pele uniforme, passar o
batom na cor escolhida e finalizar com máscara de cílios, tornando
a make sofisticada em poucos minutos. Os tons mais escuros de batom,
no entanto, exigem alguns cuidados especiais na hora da aplicação.
Assim como o batom vermelho, para garantir um acabamento impecável,
vale apostar em um lápis de contorno primeiro, preenchendo os
lábios.

DICA:

Em geral, as mais branquinhas combinam com os tons um pouco mais
abertos, como os vinhos de fundo rosado, e as morenas ficam lindas
com os batons mais fechados, como os roxos.