Formula Chopp

Chuva de estrelas atinge pico no final de semana e pode ser visto no céu do Brasil

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 6 de maio de 2021 às 12:30
  • Modificado em 6 de maio de 2021 às 14:19
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Estimativa é que o melhor horário para observar o fenômeno seja na madrugada, entre 2h e 4h, quando a constelação de Aquário estará um pouco mais alta no céu

eta aquáridas

Os meteoros Eta Aquáridas são resquícios da passagem do cometa Halley

 

A chuva de meteoros Eta Aquáridas alcançara seu pico nesta quinta-feira (6) no Hemisfério Sul.

Esses meteoros são resquícios da passagem do cometa Halley.

A chuva de meteoros começou em 19 de abril e deve ser visível até 28 de maio, mas seu pico ficou concentrado entre os dias 4, 5 e 6 deste mês, sendo possível observar até 30 meteoros por hora.

No Brasil, assim como nos demais países da América Latina, a visão a visão do fenômeno é favorecida devido à posição da constelação em relação aos países do hemisfério sul.

A estimativa é que o melhor horário para observar o fenômeno seja entre 2h e 4h, quando a constelação de Aquário estará um pouco mais alta no céu.

Como as chuvas de meteoro acontecem

A chuva de meteoros acontece quando o nosso planeta atravessa o rastro de poeira e detritos deixado por um cometa ao se aproximar do Sol.

No caso da Eta Aquáridas, a Terra cruza o caminho feito pelo cometa Halley, que fez sua mais recente passagem pelo sistema solar em 1986.

As partículas deixadas pelo Halley não são apenas de sua última passagem, mas também de resquícios deixados pela sua trajetória há centenas de anos.

Sua próxima aparição na Terra será no ano de 2061.
Quando essas partículas entram na atmosfera terrestre, elas se desintegram deixando um rastro colorido e brilhante no céu.

A Terra cruza a trajetória do Halley duas vezes ao ano. A primeira ocasiona a chuva Eta Aquáridas e a segunda, a Oriónidas, que ocorre em outubro.

Como observar a chuva Eta Aquáridas

Não é necessário nenhum equipamento para ver o fenômeno, apenas olhar para o céu. Entretanto, quanto mais escuro estiver o céu, melhor será a observação da chuva de meteoros.

Por isso, é importante saber a posição da Lua e quão brilhante ela estará, além de evitar interferência luminosas artificiais, como luzes da cidade.

*Informações G1