Em 2020, municípios do Estado de SP empregaram mais de R$ 10 bi no combate à Covid

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 24 de janeiro de 2021 às 16:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Gasto emergencial mostra que municípios precisam investir bem mais e melhor para evitar o colapso da saúde pública

Levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) mostra que, em 2020, os 644 municípios paulistas jurisdicionados (exceto a Capital) e o Governo do Estado destinaram, juntos, R$ 10,17 bilhões no enfrentamento à COVID-19.

Entre março e dezembro, o Governo estadual investiu R$ 5,27 bilhões, enquanto que as Prefeituras aplicaram R$ 4,90 bilhões em gastos com a pandemia.

Os valores foram advindos de repasses dos Governos Estadual e Federal e as informações têm data-base de 31 de dezembro.

As informações, atualizadas ontem (21/1) pela Corte de Contas paulista e com base em dados apurados junto às Administrações municipais e ao Estado até 31 de dezembro, estão disponíveis para consulta e download na forma de planilhas, por meio do ‘Painel COVID-19’.

A ferramenta, que permite ao usuário acompanhar on-line a utilização dos recursos no combate à pandemia, pode ser acessada pelo link www.tce.sp.gov.br/covid19.

Transferências x arrecadação

Em um cenário em que mais de 95% das cidades do Estado se encontram em situação emergencial ou em estado de calamidade pública decretada, e com o registro de um déficit de arrecadação de mais de R$ 3,6 bilhões em relação ao previsto para 2020, os gestores municipais têm se utilizado de recursos transferidos pela União e pelo Tesouro do Estado para o combate à COVID-19.

Até o fim de 2020, o Governo Federal destinou R$ 4,3 bilhões em recursos para as Prefeituras paulistas usarem em ações contra o novo coronavírus. O valor é cerca de oito vezes maior que o montante dedicado pelo Estado, que enviou cerca de R$ 542 milhões aos municípios por meio de transferências.

As informações completas, consolidadas no formato de dois Relatórios Gerenciais de Fiscalização, podem ser acessadas por meio do link https://bit.ly/2DLUeQ4.


+ Saúde