Restaurante Universitário da Unesp Franca recebe hortifrutis do PPAIS

Programa contempla produtores assentados da Boa Sorte em Restinga e Nossa Terra, em Batatais

Postado em: em Educação

O PPAIS (Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social), que contempla 4 produtores assentados dos Assentamentos Boa Sorte, localizado em Restinga,e Nossa Terra, situado em Batatais, viabilizou no último dia de outubro, a entrega de legumes e verduras para o Restaurante Universitário do campus da Unesp Franca.

Na reunião que marcou o ato, estiveram presentes o Coordenador da Regional Norte Mauro Cavichioli; o Supervisor do GTC Bebedouro, Luiz Olímpio; o técnico responsável pelo Assentamento Boa Sorte Gilberto Garcia; a Analista Maria Clara Piai; o Diretor do campus da Unesp Franca Murilo Gaspardo; o Supervisor da Sessão do RU Gilvan Mendes de Souza e a Supervisora da Sessão de Compras Renata Freitas.

Na reunião foi apresentada à Diretoria do Campus os resultados do PPAIS em níveis estaduais, bem como a importância de fortalecimento deste canal de comercialização direcionado às universidades. Também foram apresentados os trabalhos que a Fundação Itesp desempenha na viabilização de novos canais de geração de renda e acesso ao mercado aos produtores, com destaque para o recém lançado Cultivando Negócios.

O Diretor do Campus destacou a importância da aquisição de alimentos dos produtores assentados visto que complementa o trabalho dos grupos de extensão da universidade, vinculados ao curso de Serviço Social, que demandaram a aquisição de alimentos para o RU da Universidade. A transição da compra de alimentos é pautada na qualidade e preço dos produtos e é uma ponte entre ações administrativas da universidade, junto aos pilares ensino, pesquisa e extensão.

A princípio os produtores entregarão tomate, chuchu e repolho com compromisso de entrega de 6 meses.

PPAIS - 2019

Programa paulista de compras institucionais de alimentos baterá novo recorde em 2019

O ano de 2019 vai registrar o melhor desempenho do Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social (PPAIS) desde sua implantação, em 2012. Os números de janeiro a outubro de 2019 superam os da totalidade de 2018, ano em que o programa registrou a maior participação dos agricultores que vivem nos assentamentos paulistas.

Em 2019 foram realizadas mais de 300 chamadas públicas, com uma aplicação orçamentária de mais de R$ 10 milhões.

Para se ter uma ideia da importância dos números deste ano, em 2018 foram vendidos R$ 7,1 milhões para a SAP e R$ 49,9 mil para a Saúde.

O objetivo é ampliar e alavancar ainda mais o programa, para que outras secretarias do governo possam adquirir os alimentos produzidos pelos agricultores dos assentamentos paulistas.

“Os produtores buscam o programa para ter garantia anual de pagamento e escoar a produção. Vamos atrás de mais parcerias com o Governo do Estado, para que outras secretarias possam comprar os alimentos com mais frequência, e assim abrir portas para outros produtores”, conta o diretor executivo da Fundação Itesp, Claudemir Peres.

Ação social

O PPAIS é uma ação do Governo do Estado de São Paulo que visa a estimular a produção e garantir a comercialização dos produtos da agricultura paulista, melhorando a qualidade de vida das famílias que trabalham no campo.

No mínimo 30% dos recursos orçamentários destinados pelo governo paulista à compra de alimentos são utilizados para a compra direta de produtos da agricultura, in natura e manufaturados, até o limite de R$ 60 mil anuais por família _ R$ 30 mil são referentes ao PPAIS Leite e os outros R$ 30 mil, à aquisição dos demais produtos. O governo estadual compra frutas, verduras, legumes e outros alimentos, utilizados nas refeições em órgãos estaduais como hospitais, escolas e presídios, entre outras instituições.


Artigos Relacionados