Quantas pessoas você deixaria de infectar com o distanciamento social?

Calculadora online desenvolvida por especialistas estima os possíveis efeitos do autoisolamento em surtos

Postado em: em Ciência

​Cientistas e médicos não têm dúvidas de que o distanciamento social é uma das medidas mais eficazes para enfrentar a pandemia do coronavírus. 

Um estudo recente chegou a apontar que a combinação de quarentena, fechamento imediato das escolas e possibilidade de trabalhar em casa pode reduzir o número de infecções em até 99,3%.

A união faz a força, é claro; mas uma só pessoa que adote o autoisolamento já pode fazer muita diferença para "achatar a curva" no gráfico de infecções. 

Para demonstrar o impacto dessa decisão individual, um grupo de matemáticos desenvolveu uma calculadora online que estima quantas pessoas você poderia deixar de infectar ao evitar sair de casa durante uma pandemia.

"A ideia é simular vários surtos de doenças e verificar como mudanças em parâmetros mudam o andamento médio da pandemia", explica ao site IFL Science Anna Szczepanek, PhD em matemática da Universidade Jagiellonian (Polônia), que desenvolveu a calculadora junto com o médico Dominik Czernia.

"Em geral, esse modelo funciona para qualquer doença contagiosa, mas os parâmetros iniciais foram escolhidos especificamente para a Covid-19", afirma.

A ferramenta foi baseada em um estudo conduzido por um grupo de pesquisa do Centro de Modelos Matemáticos sobre Doenças Infecciosas da Universidade de Londres (Reino Unido).

Como usar a calculadora?

Seção Outbreak - a virus ("Surto - um vírus"):

Initial cases: aqui, comece pelos casos que foram inicialmente detectados no surto hipotético (em Wuhan, na China, o número de casos iniciais foi cerca de 20).
Reproduction number R₀: neste campo, coloque o número esperado de pessoas diretamente infectadas por um só indivíduo. Para a Covid-19, esse índice é estimado entre 1,4 e 3,8.
Asymptomatic cases: a probabilidade de alguém infectado não manifestar absolutamente nenhum sintoma. No caso da Covid-19, acredita-se que esse número fique em torno de 10%.
Transmission before symptoms: o quanto que alguém pode transmitir a doença antes de algum sintoma aparecer. Para a Covid-19, o valor é, provavelmente, mais de 10%.

Seção Government ("governo"):
Delay in isolation process: o tempo entre o início dos sintomas e o começo do isolamento do indivíduo. Há duas opções de valores: de 2 a 5 dias (atraso curto) e de 5 a 11 dias (atraso longo).
Careful with traced contacts: Aqui, responda afirmativamente se considerar que todas as pessoas que tiverem contato com alguém doente se isolarem assim que esse indivíduo demonstrar os primeiros sintomas.

Seção Your decision:
Isolation level: O quanto você se distancia de outras pessoas? São seis respostas diferentes:

total ignorance - 0% ("total ignorância");

resign from big social events - 20% ("não ir a grandes eventos sociais"); 

avoid crowded areas - 40% ("evitar áreas com multidões"); 

keep two-meter distance - 60% ("manter distância de dois metros dos outros"); 

limit to meeting only the closest friends - 80% ("limitar-se a encontrar apenas os amigos mais próximos")

go outside only for supplies - 100% ("sair de casa apenas para comprar mantimentos").

Após inserir os valores desejados em cada uma das opções acima, a calculadora lhe dará o seu resultado com o número estimado de pessoas que você, hipoteticamente, deixaria de contaminar -– e as vidas que você poderia salvar – a partir de suas ações num cenário de Covid-19.

Dependendo de suas respostas, a ferramenta também mostra quantas pessoas você pode infectar. Em alguns casos, ao mesmo tempo que podemos salvar seis indivíduos, podemos passar o vírus para outros 25.

A calculadora ainda monta um gráfico do número acumulativo de pessoas que você pode contaminar ao longo de um mês, em que o eixo y é o número de pessoas infectadas e o x, o de dias. 

A curva laranja considera o cenário da falta total de medidas e distanciamento social, e a azul escuro, o que aconteceria a partir de suas respostas.

Segundo o jornal The New York Times, até o dia 28 de março de 2020, foram registrados mais de 600 mil casos da Covid-19 ao redor do mundo, com cerca de 28 mil óbitos. 

Governos de diversos países têm implementado medidas de distanciamento social para conter a pandemia. 

No Brasil, até o momento, alguns estados e cidades instituíram o fechamento de determinados estabelecimentos, como parques, museus e lojas que não sejam essenciais para abastecimento de itens básicos.


Artigos Relacionados