NÃO DEIXE O SAMBA MORRER

Postado em:

Era 1973. Eu estava travando meus primeiros contatos com o sucesso como apresentador de programas de rádio, saindo da PRB-5 (Rádio Club Hertz), que estava sendo riscada do mapa e rumando pra Rádio Piratininga, hoje Difusora de Franca, tempo áureo do rádio AM. Já cantava na Orquestra do Laércio de Franca e apreciava muito interpretar os sambas da época. Coisa de qualidade! E eis que desponta e passa ser uma campeã de solicitações por carta e telefone, Clara Nunes. Seu sucesso, vendendo dezenas de milhares de discos naquele ano, chamou a atenção das gravadoras para a possibilidade de vozes femininas serem capazes de lhes render bons lucros. Daí a oportunidade oferecida a cantoras como Alcione, que ganharia as paradas de sucesso no início de 1976 com “Não Deixe o Samba Morrer”, faixa de seu primeiro LP, A Voz do Samba, lançado no final de 1975. De autoria de Edson da Conceição e Aloísio Silva, dois modestos compositores baianos radicados em São Paulo, este samba e “Etelvina Minha Nega” (de João Carlos, pai de Alcione)

foram as únicas músicas do disco escolhidas pela cantora, sendo as demais incluídas pelos produtores Roberto Menescal e Roberto Santana. “Não Deixe o Samba Morrer” é um belo samba, que impressiona pela qualidade da melodia e cujo tema é anunciado no título (“Não deixe o samba morrer/ não deixe o samba acabar/ o morro foi feito de samba/ de samba pra gente sambar”).

Com o sucesso, Alcione, que é também trompetista, estaria em breve sendo convidada pra apresentar o programa “Alerta Geral”, da TV Globo. Hoje, o sucesso criado pela “Marron” conta com inúmeras gravações, tornando-se uma dos obras mais regravadas da MPB.

Fontes e referências : A CANÇÃO NO TEMPO – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello e Internet.

Foto: Liga Entretenimento/Divulgação)

MARCOS PRADO CONVIDA

Projeto que se consolidou, leva um sem número de pessoas que curtem música de qualidade todas as quintas-feiras ao Candeeiro Pizza Bar. Nesta semana, Marcos Prado apresenta-se com seu TRIO JAZZMIM, a partir das 20:30h. Na sexta-feira, o violonista e produtor continua em cena, desta feita ao lado do grupo vocal feminino ANABELAS, com início do show também previsto para 20:30h.

Recomendo e assino em baixo !