A CULTURA DO BRASILEIRO ESTÁ MUDANDO

Postado em:


Desde meados de 2018 que tenho percebendo um interesse pela música clássica.

Leio matérias relacionadas, vejo vídeos no youtube, participo de grupos do Facebook e vejo as pessoas se interessando muito mais pela Música Clássica, com letra maiúscula porque ela merece assim ser destacada.

E para completar esta observação, vejo isso no meu trabalho. Também desde meados de 2018 as pessoas procuram por aulas de piano clássico. O mais incrível é que a maioria destas pessoas são crianças e jovens. E pessoas que já estudaram piano antigamente estão voltando para resgatar suas almas musicais que foram de certa forma, sufocadas pelo tempo e pela mídia que joga somente músicas depressivas nos ouvidos das pessoas, agressivas, sem conteúdo de esperança, mas somente falando de sexo, cama, traição, depressão. Ninguém aguenta mais ser invadido por esta hipnose avassaladora de perspectivas emocionais positivas.

Minha alegria tem sido cada dia maior ao fazer uma entrevista com crianças e elas escolherem estudar música clássica, quererem conhecer partitura, se interessarem e ficarem ali tentando descobrir como se faz um som através daquele montante de bolinhas pretas e quando vão desvendando aparecem sorrisos, suspiros e um pensamento que dá para captar: - ufa... era só isso?

Jovens que estão procurando por algo que preencha mais a alma.

Uma coisa é fato: as escolas com seus shows de talentos tem promovido esta busca, e com isso acredito que as próprias escolas estejam motivando os alunos a desenvolverem habilidades e competências através de um instrumento musical.

Ainda bem que chego numa fase de minha vida, que ainda posso presenciar estas mudanças culturais em nosso país.

Esta semana vi um pequeno vídeo da cantora Baby do Brasil falando que colocou em seus arranjos, introduções de músicas, etc o que há de melhor na música:- a música clássica. E tocou um rock que começa com Vivaldi , citando que outras músicas se utilizando de melodias de Beethoven e outros. Ufa... saímos da escuridão.

O piano é um brinquedo. Minha netinha gosta de passar por ele e tocar algumas teclas. Em alguns momentos ela se senta e simula tocar uma música, com ar inspirado, focado, concentrado e no final se levanta e agradece a atenção. Em alguns momentos toca delicadamente as notas dizendo que está fazendo suas bonecas dormirem. Em outros momentos coloca todos os dedinhos como se fizesse um acorde perfeito e simula um concerto vigoroso.Deixo-a brincar o quanto quiser no piano.

Vejo também que as casas estão soando com mais pianos acústicos. As pessoas estão sabendo escolher. Os ouvidos estão ficando mais apurados. Estão rejeitando os digitais e escolhendo o SOM PURO. Por mais que um digital tente imitar um piano acústico, ainda é um computador fazendo um som que tenta se assemelhar. É falso. E esta cultura também está mudando. A era dos teclados, da tecnologia digital que invadiu as casas, colocando os pianos de lado como se eles fossem tomar seus lugares, não conseguiu fazer isso, porque não se consegue esconder o som verdadeiro e puro. Quando as pessoas começam a ouvir de verdade, escolher de verdade, sentir de verdade, elas querem o que há de mais puro. Esta semana ouvi de uma pessoa algo assim : “ me aconselharam a não comprar um piano digital porque é o mesmo que eu usar adoçante , tenta imitar mas nunca vai ser.”

Sejam bem vindos todos os pianos acústicos que estão chegando na cidade de Franca!!

Sejam bem vindos crianças e jovens que despertaram para a música clássica! Sua colheita será farta!

Assista ao vídeo: https://www.facebook.com/isaquekeyboard/videos/1595664667245813/


*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.​