Seca no rio Grande deixa sitiantes e rancheiros desesperados na região

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 5 de novembro de 2020 às 21:39
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 07:33
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Nível de água na represa de Furnas e Mascarenhas de Morais é de dar desespero nas pessoas

Na região do Garrafão e Itambé o nível de água jamais foi visto do jeito que está. A baixa da água é algo impressionante

É de dar desespero verificar o nível do rio Grande na represa de Furnas e Mascarenhas de Morais, onde se localizam tradicionais aglomerações de propriedades (ranchos e sítios).

Na região do Garrafão e Itambé o nível de água jamais foi visto do jeito que está. A baixa da água é algo impressionante.

A população lindeira tem mobilizado vereadores, prefeitos, deputados e até o governador, mas até agora não tiveram um resultado positivo.

A capacidade de Furnas chegou a 27,27%, enquanto 20,34% está o reservatório da Mascarenhas de Moraes. O registro foi feito no dia 04/11/ 2020.

As condições são desastrosas para os rancheiros e donos de sítios, além do turismo que vive a região.