Formula Chopp

Saiba como dirigir nas rodovias em dias de chuva; acompanhe as orientações da Artesp

  • Bernardo Teixeira
  • Publicado em 27 de janeiro de 2021 às 13:00
  • Modificado em 27 de janeiro de 2021 às 13:06
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Verão com muitas precipitações pode ocasionar mais ocorrências nas rodovias, mas há iniciativas que podem evitá-las 

O período de chuva sempre é perigoso e com muitos acidentes, seja na Cândido Portinari, Ronan Rocha, Anhanguera ou nas vicinais da região.

No mês de janeiro e fevereiro existe mais a probabilidade de chuvas. Por isso, é imprescindível atentar-se a uma direção mais cuidadosa e segura em pistas molhadas.

De acordo com a Climatempo, para janeiro e fevereiro de 2021 está previsto um volume de chuvas acima da média normal em todas as áreas do Estado de São Paulo.

Em 2020, houve redução de 11,7% de registro de acidentes em dias de chuvas com pista molhada, segundo a Artesp.

Foram cerca de 3.400 ocorrências, enquanto em 2019, esse número foi de 3.863.

Apesar da diminuição, em situações de estradas molhadas e temporais é preciso redobrar a atenção ao volante.

Caso enfrente um clima como esse pelas rodovias sob concessão, a ARTESP separou nove dicas práticas para ajudar o motorista a dirigir com mais segurança:

Verifique os pneus : Para ter certeza sobre a confiabilidade dos pneus, cheque se as ranhuras possuem, no mínimo, 1,6 mm de altura. A dimensão mínima pode ser medida pelo TWI, um pequeno risco no interior dos sulcos que indica quando o pneu atinge o limite da segurança.

 Tenha visibilidade ao dirigir na chuva: Antes de sair de casa, confira se o limpador de para-brisa está funcionando corretamente. Se as palhetas estiverem ressecadas, faça a troca o mais breve possível.

Calibre os pneus: Pneus calibrados são fundamentais para encarar a chuva com segurança.

Caso a pressão esteja abaixo do recomendado pelo fabricante, os sulcos ficam mais próximos e perdem capacidade de escoamento, aumentando o risco de aquaplanagem.

Se o motorista abusar da velocidade sobre as finas camadas de água formadas sobre as pistas, os pneus perdem o atrito com o solo e o veículo pode vir a escorregar.

Isso pode tirar o controle do carro do condutor e causar graves acidentes.

Mantenha a distância: Com a pista molhada, a distância de frenagem de qualquer veículo é maior. Por isso, ao dirigir na chuva, mantenha um espaço considerável do veículo da frente. “Em uma estrada molhada, o motorista necessita de um espaço maior de tempo caso precise frear”, afirma Milton Persoli, diretor geral da ARTESP.

Luz baixa: Acione a luz baixa. Ela foca imediatamente no chão e ajuda a reduzir o ofuscamento dos veículos que trafegam no sentido oposto.

Reduza a velocidade: Trafegar em baixa velocidade proporciona maior controle do veículo e reduz riscos de aquaplanagem.

Sinalize com antecedência e evite ultrapassagens: Sinalize com antecedência a mudança de faixa, pois a visibilidade fica limitada na presença de chuva. Também evite fazer ultrapassagens.

Manutenção dos freios: Faça a manutenção dos freios, pois a pista pode estar escorregadia e com menos aderência.

Pare um lugar seguro e iluminado: Caso a visibilidade na rodovia esteja ruim, busque um lugar seguro e iluminado, como um posto de gasolina ou uma base de Apoio aos Usuários para parar e esperar a chuva passar. Sob a chuva forte, evite parar em acostamentos. Isso pode confundir os outros motoristas e provocar acidentes.

 


+ Segurança