Formula Chopp

Jogador da Dinamarca sofre um mal súbito durante partida. O que causa essa situação?

  • Marcia Souza
  • Publicado em 13 de junho de 2021 às 12:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Apagão pode acontecer com atletas profissionais e até com os peladeiros de fim de semana

Apagão pode acontecer com atletas profissionais e até com os peladeiros de fim de semana

O meia da seleção dinamarquesa, Christian Eriksen, está consciente no hospital, segundo autoridades do futebol, após um colapso durante o jogo do seu time contra a Finlândia, pela Eurocopa de 2020, neste sábado (12).

O atleta recebeu massagens cardíacas dentro do gramado do Estádio Parken, em Copenhague.

Eriksen desabou no gramado aos 42 minutos do primeiro tempo, no momento em que corria na linha lateral para receber uma cobrança de lateral.

O silêncio tomou conta da arquibancada com 16 mil pessoas, enquanto seus companheiros formavam um círculo em torno de Eriksen, com os médicos trabalhando em seu peito.

A Federação Dinamarquesa de Futebol informou posteriormente pelo Twitter que o jogador de 29 anos estava acordado no hospital Rigshospitalet, nas proximidades do estádio, onde era examinado.

Não é a primeira vez que isso ocorre com profissionais. Os mala velhos certamente vão se lembrar da morte do zagueiro Serginho, do São Caetano, em pleno gramado, contra o São Paulo.

O ex-atacante Grafite, que estava ao seu lado, recordou o ocorrido. “A gente disputa um lance, ele estava agachado, pensei que estava cansado, e cai em cima do meu pé. Para quem está ao lado, é um momento muito ruim, não tem como voltar para a partida”, disse.

O que é?

O mal súbito não é uma doença. Trata-se de uma manifestação do corpo para indicar que algo não vai bem.

O mal súbito é, em si, um sintoma que pode estar relacionado a diversas causas: desde um quadro de desidratação até doenças mais graves como AVC (Acidente Vascular Cerebral), infarto, arritmias cardíacas e aneurismas.

Assim, é fácil notar que as doenças cardiovasculares estão diretamente ligadas ao mal súbito e que, ao se manifestar, ele é um sinal de alerta importante para uma atenção maior à saúde do coração.

De acordo com o indicador da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), mais de 215 mil pessoas perderam a vida por problemas cardíacos, no Brasil, de janeiro a primeira quinzena de julho de 2020.

Medidas de prevenção, exames periódicos e acompanhamento médico são as principais formas de proteção do coração e do funcionamento do corpo como um todo.


+ Comportamento