Gasolina terá alta de 1,68% nesta 4ª feira, 05, batendo recorde de preço

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 4 de setembro de 2018 às 12:40
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:59
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Este é o valor mais alto cobrado pelo litro do combustível desde o mês de junho de 2017

Cinco dias após o último aumento no
preço da gasolina, a Petrobras acaba de anunciar que a partir desta
quarta-feira, 05 de setembro, nas refinarias de todo o país, o preço do
derivado estará 1,68% mais caro.

Com o novo aumento, o preço do litro
da gasolina passará de R$ 1,1704, que vigorava desde o último sábado, 1º de setembro,
para R$ 2,2069. É o valor mais alto cobrado pelo preço do litro da gasolina
desde junho do ano passado, quando a Petrobras mudou a política de preços e
passou a acompanhar as oscilações do preço da commoditie no mercado
externo.

“Os preços médios informados
consideram a média aritmética nacional dos preços à vista, sem encargos e sem
tributos, praticados na modalidade de venda padrão nos diversos pontos de
fornecimento, que variam ao longo do território nacional, para mais ou para
menos em relação à média. Essa variação pode ser de até 12% para gasolina A”,
informa a Petrobras.

Na última sexta-feira,
31 de agosto, após três meses de congelamento em decorrência de acordo do
governo que pôs fim à greve dos caminhoneiros e que envolveu subsídio
governamental ao produto, a Petrobras anunciou aumento de 13% no preço médio do
óleo diesel comercializado nas refinarias do país.