Formula Chopp

E o Oscar vai para …por que as mulheres avançaram na corrida pelo prêmio em 2021

  • Cláudia Canelli
  • Publicado em 24 de abril de 2021 às 19:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Sensação em Hollywood: nada menos do que duas cineastas concorrem ao troféu de Melhor Direção – fato inédito, em 92 anos de Oscar.

Pela primeira vez, duas mulheres, Chloé Zhao e Emerald Fennell, concorrem ao prêmio de Melhor Direção.

E o Oscar vai para…” … um homem, de um ponto de vista puramente estatístico. Também em 2021, 68% dos candidatos são do sexo masculino.

A boa notícia é o aumento da percentagem de mulheres indicadas para o prestigioso troféu de cinema, de 28,5%, no ano anterior, para 32%.

Isso não é tudo: pela primeira vez, duas mulheres, Chloé Zhao e Emerald Fennell, concorrem ao prêmio de Melhor Direção.

De acordo com o DW Brasil, o fato causa sensação em Hollywood, já que desde a criação de Oscar, 1929, apenas cinco diretoras mereceram essa honra.

E só uma ganhou: Kathryn Bigelow, em 2010, com Guerra ao terror – no qual, aliás se veem muitos homens em papéis estereotipicamente masculinos.

A proporção histórica, portanto, é de 92 para uma. Afinal, a categoria Melhor Direção tem grande peso simbólico, já que nenhuma outra função no set de filmagem é tão importante e poderosa.

E não só na indústria cinematográfica é difícil se ver uma posição de comando ser entregue a uma mulher.

Mas o ano 2020 já trazia prenúncios de uma mudança profunda: dirigido por Greta Gerwig, Adoráveis mulheres, sobre quatro irmãs, foi indicado para seis categorias, entre as quais a principal, de Melhor Filme – mas não a de Melhor Direção.

Agora, em 2021, no favorito Nomadland, Chloé Zhao não só dirigiu, como escreveu o roteiro e editou. A atriz Frances McDormand, que protagoniza o filme, atuou também uma produtora decidida ao seu lado.

E a diretora Emerald Fennell também é a roteirista de Bela vingança, com Carey Mulligan no papel principal.

Desde o ano passado, numerosas mulheres resolveram desabafar nas redes sociais sua indignação com a gritante discriminação de gênero, através do hashtag “OscarsSoMale” (OscarsTãoMachos).

Na cerimônia da Academy of Motion Picture Arts and Science (Ampas), a atriz Natalie Portman desfilou pelo tapete vermelho com um vestido onde se viam, bordados em ouro, os nomes das mulheres que ela considerava terem merecido o Oscar – entre elas, a cineasta Greta Gerwig.

Eis os indicados para o prêmio de Melhor Direção em Longa-metragem

Aaron Sorkin (“Os 7 de Chicago”)
Chloé Zhao (“Nomadland”)
David Fincher (“Mank”)
Emerald Fennell (“Promising Young Woman”)
Lee Isaac Chung (“Minari”)

 


+ Artes