Casos e mortes por Covid no estado de SP cresce 77% em relação à novembro

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 24 de dezembro de 2020 às 01:45
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:32
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

No dia 1º de dezembro, o estado tinha 42.290 óbitos e 1.250.590 casos de Covid-19

De acordo com os dados divulgados pelo governo de São Paulo, gestão João Doria (PSDB), o estado registrou na última quarta-feira (23), 10.383 novos casos e 181 novas mortes nas últimas 24 horas pela Covid-19. 

Com os números atualizados, comparando os novos casos e óbitos dos primeiros 23 dias deste mês com os de novembro, SP registra aumento de 77%.

Em toda a pandemia, já são 45.576 óbitos e 1.409.140 casos confirmados do novo coronavírus no estado. 

No dia 1º de dezembro, o estado tinha 42.290 óbitos e 1.250.590 casos de Covid-19.

Segundo a gestão, 10.918 pessoas continuam internadas nos municípios paulistas, sendo 6.153 em enfermaria e 4.765 em UTI (unidades de terapia intensiva). 

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 67% na Grande São Paulo e 62% no estado.

Entre as mortes estão 26.211 (57,5%) homens e 19.365 (42,5%) mulheres. 

Os óbitos permanecem concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 76,8%.

A mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (11.831), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (10.760) e 80 e 89 anos (9.366). 

Entre as demais faixas estão os: menores de 10 anos (53), 10 a 19 anos (76), 20 a 29 anos (361), 30 a 39 anos (1.285), 40 a 49 anos (2.936), 50 a 59 anos (5.846) e maiores de 90 anos (3.062).

Os principais fatores de risco associados à mortalidade, segundo o estado, são cardiopatia (59,9% dos óbitos), diabetes mellitus (43,3%), doenças neurológicas (10,8%), renal (9,3%), pneumopatia (8,5%). Outros fatores identificados são obesidade (8,4%), imunodepressão (5,5%), asma (3,1%), doenças hepáticas (2%) e hematológica (1,7%), Síndrome de Down (0,4%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%). Esses fatores de risco foram identificados em 36.582 pessoas que morreram por Covid-19 (80,3%).

Hoje, a faixa etária que mais concentra casos é a de 30 a 39 anos (332.854).

Para tentar conter o avanço da epidemia, o governo colocou o estado na fase vermelha do Plano São Paulo. 

Todas as regiões do estado ficarão nesta fase durante os dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1º, 2 e 3 de janeiro.

Na fase vermelha, é permitido o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais, como serviços de saúde e supermercados. 

Shoppings, locas, bares, restaurantes, cinemas, teatros, academias e salão de beleza ficam fechados.

*Conteúdo FOLHAPRESS