Formula Chopp

Câmara de Guará proíbe o corte de energia elétrica e abre precedente para Franca

  • Marcia Souza
  • Publicado em 21 de abril de 2021 às 14:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Projeto semelhante tramita em Franca e será apresentado também em outras Câmaras Municipais da região para ajudar a população sem trabalho

Projeto semelhante tramita em Franca e será apresentado também em outras Câmaras Municipais da região. Na foto, vereadores Bassi e Taffarel e o ex-vereador Erasmo

Demorou mais de um anos para as primeiras medidas, mas está começando a pipocar algumas medidas. Numa delas, a Câmara Municipal de Guará aprovou projeto de lei do vereador Taffarel Cruz, suspendendo os cortes de água e energia elétrica durante a pandemia, sob vigência de decreto de calamidade pública nos municípios paulistas.

A decisão do legislativo guaraense abre um precedente para que a aprovação aconteça também em Franca e em outras cidades da região, onde projetos semelhantes foram apresentados recentemente.

No caso de Franca, a autoria da matéria é do vereador Daniel Bassi. O projeto abrange apenas a energia elétrica, pois a Sabesp, responsável pelo fornecimento de água na cidade, suspendeu os cortes por iniciativa própria.

Em Guará, o distribuição de água é da própria prefeitura.

Daniel Bassi afirma que estudará minuciosamente os critérios adotados na vizinha cidade para a aprovação e que defenderá que sua proposta seja aprovada pelos vereadores francanos, por se tratar de tema de interesse popular.

“Nossa intenção é levantar o assunto, demonstrar que pessoas estão sem trabalhar e, mesmo sem renda, tendo a energia cortada pela CPFL. Queremos mexer com as autoridades e voltar a atenção à nossa população, principalmente a quem teve perda e redução de salários durante a pandemia”, informou Bassi.

Segundo o vereador francano, a população se encontra com o livre trânsito comprometido, o que a impede em muitos casos de exercer seus trabalhos.

“Muita gente está sem auferir renda para custear suas despesas essenciais, como a energia elétrica. Estou tentando levantar o fato político notório para a sensibilização das autoridades competentes, independente de eventual inconstitucionalidade. E já parabenizo o vereador Taffarel, de Guará, pela iniciativa em sua cidade”, finalizou Bassi.

O projeto de lei está protocolado na Câmara de Franca desde a sexta-feira da última semana e segue em fase de tramitação.

Os próximos passos são análise de mérito pelas comissões de Justiça e Redação e Finanças e Orçamento para, depois, ser apreciada em plenário.


+ Cidades