Formula Chopp

Café começa a recuperar preço e maior alta se dá em Franca, com R$ 415,00

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 7 de junho de 2019 às 14:41
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 19:36
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca, com 420,00 e alta de 3,70%, maior oscilação no dia

Os avanços recentes na Bolsa de Nova York têm favorecido avanços expressivos na cotação do café também do lado interno.

“Com a valorização do arábica, compradores e vendedores voltaram ao mercado, elevando fortemente a liquidez interna”, disse o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP).

O café tipo cereja descascado registrou maior valor em Guaxupé (MG) com saca a R$ 453,00 e alta de 1,12%. Foi a maior oscilação no dia dentre as praças.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Varginha (MG) com saca a R$ 420,00 (estável) e Franca (SP) com 420,00 e alta de 3,70%, que foi a maior oscilação no dia.

O tipo 6 duro registrou maior valor de negociação em Guaxupé (MG) com saca a R$ 426,00 e alta de 1,19%. 

A maior variação ocorreu em Franca (SP) com avanço de 6,41% e saca a R$ 415,00.

Na quarta-feira (05), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 403,57 e baixa de 5,62%.


+ Agronegócios