Segundo em todo mundo, o Brasil ultrapassa a marca de 200 mil mortes por Covid-19

  • Salvador Netto
  • Publicado em 7 de janeiro de 2021 às 23:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O Brasil ultrapassou na tarde desta quinta-feira (7) a marca de 200 mil óbitos por coronavírus, informa o repórter Renato Grendelle, do jornal Extra, do Rio de Janeiro;.

Sem nenhuma vacina aprovada pela Anvisa nem um cronograma de imunização por parte do governo federal, o país já totaliza 200.011 vidas perdidas pela pandemia desde março de 2020.

Na quarta-feira (6), o país registrou 1.266 mortes, o maior número desde 18 de agosto.

No dia 8 daquele mês, o país ultrapassou os 100 mil óbitos pela doença, que fez a primeira vítima fatal no Brasil no dia 17 de março — um homem de 62 anos que tinha diabetes e hipertensão. Brasil ultrapassa 200 mil mortes por Covid-19

Os dez dias com mais mortes notificadas de Covid-19 no Brasil em 24 horas:

1.554 mortes em 29/07/2020
1.470 mortes em 04/06/2020
1.394 mortes em 04/08/2020
1.365 mortes em 18/08/2020
1.364 mortes em 23/06/2020
1.346 mortes em 21/07/2020
1.341 mortes em 14/07/2020
1.338 mortes em 16/06/2020
1.322 mortes em 05/08/2020
1.317 mortes em 23/07/2020

Os dados são do consórcio formado por “O Globo”, “Extra”, G1, “Folha de S.Paulo”, UOL e “O Estado de S. Paulo”, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h.

A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

Enquanto a vacinação avança em outros países — na vizinha Argentina, por exemplo, a imunização é realizada com a russa Sputnik V —, o Brasil não tem registro para uso emergencial de nenhum imunizante.

A expectativa é que a Fundação Oswaldo Cruz, parceira de Oxford-AstraZeneca no país, protocole a solicitação nesta sexta-feira.


+ Saúde