Franca registra metade dos casos de dengue do ano durante o inverno

Entre julho e setembro, 1.115 pessoas foram diagnosticadas com a doença na cidade

Postado em: em Saúde

Apesar do tempo seco provocado pela estiagem, os casos de dengue cresceram em Franca. Entre julho e setembro, a cidade registrou 1.155 novos casos. Isso representa metade do total de 2019, que é de 2.303 pessoas infectadas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Nos últimos dois meses, choveu em apenas cinco dias. O secretário municipal da Saúde, José Conrado Netto, diz que a escassez de chuva não é suficiente para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue. “Mesmo nesse período seco, a gente tem o bebedouro de água do nosso animal, o compartimento atrás da geladeira e, quando a gente rega as plantas, os vasinhos ficam com água”, explica.

A aposentada Hilda Cintra está entre as vítimas que o mosquito fez nos últimos dias. “Dá muita fraqueza, febre alta, manchas pelo corpo, muita irritação. Foi uma semana, mas para passar o efeito demorou outra semana”, diz.

Até agora, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a morte de um homem de 70 anos pela doença, em junho. De acordo com Conrado Netto, a população deve intensificar os cuidados com a limpeza dos quintais por causa da proximidade da temporada de chuvas. “Estamos no meio de setembro. Vai começar agora o período com maior número de chuvas e a tendência de a doença crescer é muito grande, por isso a gente pede que a população fique atenta, olhe pelo menos quinze minutinhos, uma vez por semana, e elimine qualquer tipo de utensílio que pode estar acumulando água”, diz Netto.


Artigos Relacionados