A URGÊNCIA CULTURAL E EMOCIONAL

Postado em:

Esta semana tivemos a chacina numa escola ( ESCOLA!!!) que sacudiu o país e até o mundo. Uma escola considerada de muito boa qualidade, professores, coordenadores empenhados, alunos que gostam da escola, inclusive os ex-alunos que também frequentaram e se beneficiaram do ambiente escolar.

Pela primeira vez vi um governador indenizando as famílias pelo ocorrido em uma Escola Estadual. Segundo o pronunciamento dele, antes que terceiros ganhem dinheiro das vítimas oferecendo para processar o Estado, ele se adiantou, como nunca visto antes. Isso me chamou a atenção.

Notícias diversas, boatos e fatos foram mostrados pela TV e fiz questão de acompanhar como educadora, para estar mais atenta ao que causa este tipo de atitude em um jovem.

  • 1. Falta de estrutura familiar: AMOR!

  • 2.    Falta de oportunidade de descobrir talentos. Eu acredito que TODO ser humano tem talentos para desabrocharem. Vejam bem: desabrocharem... Estão ali guardados, esperando uma oportunidade para serem manifestados para o bem. Serem manifestados para resgatar a autoestima, para auto realização, para que a criança ou o jovem se sintam importantes, valorizados, felizes, produtivos, reconhecidos em seu meio. E neste campo a ARTE, a MÚSICA são os grandes trunfos colocados à disposição para curas ou oportunidades.

  • 3.    A liberação de jogos violentos. Não são todas as pessoas que tem amor suficiente dentro de si, para jogarem um jogo violento e saberem descartar isso em suas atitudes. Funciona como potencializador, funciona como válvula de escape para a revolta que sentem e a falta de chance de se expressarem de alguma forma positiva. A raiva que sentem de SI PRÓPRIOS e do contexto de vida que lhes foi oferecido é descarregada inicialmente no jogo, até que possivelmente possa ser descarregada na sociedade, pois foi a única forma de colocarem pra fora sua raiva.

  • 4. A raiva: recentemente um médico amigo meu, falou sobre a utilidade da raiva na realização de projetos. Fiquei atenta a este ensinamento e vi que ele tem razão: tem pessoas que usam a raiva para criarem, para executarem projetos, para impulsionarem o trabalho, para de certa forma provar ao mundo que são bons em alguma coisa. Mas é preciso que sejam oferecidas oportunidades para isso. A raiva não é um sentimento unicamente ruim. É uma força energética que impulsiona atitudes. Quais são as atitudes que uma pessoa pode realizar? O que tem dentro dela de talentos para que isso possa sair para o bem?

  • 1.    Venho falando sobre a UTILIDADE DE SE ESTUDAR PIANO, mas pode ser qualquer instrumento, pode ser a dança, o esporte, a ginástica rítmica, o desenho, a pintura, a leitura, aprender idiomas, fazer trabalho voluntário ( dividir o que se sabe, mesmo que pouco).

    2.    A internet : gosto muito da internet, do Facebook, de estar aqui escrevendo no Jornal da Franca online. Como sinto prazer em escrever, este canal me propicia dialogar com pessoas escrevendo. Mas a internet oferece de tudo, dentro de sua casa, fechado num quarto, ou no silêncio de uma criança mexendo no celular e vendo assuntos que ainda não fazem parte de sua maturidade. Vejo crianças usando celulares dos pais, muitas crianças. É uma arma, tem alguém falando alguma coisa pra uma criança que o adulto não está vendo. Tem artigos que ele está acessando que está formando sua personalidade. Tem mensagens privadas de conversas adultos que esta criança lê. Acredito que celular para criança é um dos maiores perigos da atualidade. Os pais tem medo de não ser amados porque estão dizendo “ não”. Mal sabem eles que mais tarde não serão amados por não terem dito este não.

    http://g1.globo.com/musica/noticia/2012/12/musica-do-grupo-foster-people-e-retirada-das-radios-apos-tragedia.html  

    3.    No link acima, uma música que fala sobre matar crianças em escolas.

    Será que ninguém está vendo que há necessidade de CENSURA para crianças?  Um bebê recém nascido não pode comer um bife. E por aí poderão criar as mais variadas metáforas sobre o AMADURECIMENTO FÍSICO E EMOCIONAL. Como jogar uma criança numa rede social indiscriminada onde se prega todo tipo de ideias? Ela está em formação!

    4.    Esta coluna fala de MÚSICA. FOFOCAS MUSICAIS. E batendo sempre na mesma tecla sobre as letras de músicas. OBSERVEM, parem e observem as letras das músicas que ficam martelando na TV sem parar, falando de VINGANÇA, ÓDIO, CIÚMES, TRAIÇÃO, venenos para os ouvidos. É uma hipnose coletiva. Reparem no FEMINICÍDIO... Proveniente de onde? Está muito claro que existe uma hipnose, uma delas vem das músicas. E quando isso vai ser observado com mais critério? ATÉ QUE PONTO A LIBERDADE DE CRIAÇÃO PODE AJUDAR A HUMANIDADE OU ENVENENÁ-LA?  Sou a favor da censura sim. Nenhuma criança merece ficar cantando músicas que falem de prazer na cama, de traição, de vingança, ódio. NINGUÉM MERECE, quanto mais uma criança!

    Suplico pelas crianças! O DIREITO À INOCÊNCIA, ÀS BRINCADEIRAS SAUDÁVEIS, À PUREZA, À CONSTRUÇÃO DO SABER DE FORMA SAUDÁVEL E PRINCIPALMENTE O DIREITO AO AMOR!

    As pessoas estão terceirizando a educação dos filhos para as máquinas. ISSO É TRISTE DEMAIS!

  • *Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.​