Sete em cada dez pais apostam em atraso no processo de ensino se escolas não abrirem

  • Roberto Pascoal
  • Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 05:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Dados se referem a levantamentos feitos com familiares de estudantes do ensino fundamental

Dados se referem a levantamentos feitos com familiares de estudantes do ensino fundamental

Sete em cada dez entrevistados (69%) em pesquisa do Datafolha, relativas a familiares de alunos de escolas estaduais e municipais, acreditam que, se as escolas continuarem fechadas, as crianças dos anos iniciais do ensino fundamental terão um atraso em seu processo de alfabetização e prejuízo no aprendizado.

Sobre as crianças da pré-escola, 65% acreditam que elas terão o seu desenvolvimento comprometido.

Em relação aos adolescentes, para 58% dos pais, a percepção é a de que tenham problemas emocionais por causa do isolamento. O mesmo percentual de pais (58%) acredita que os alunos do ensino médio correm o risco de desistir dos estudos.

Segundo a pesquisa, para os estudantes mais pobres, os prejuízos decorrentes da falta de aula presencial podem ser maiores do que a média, já que o acesso ao ensino remoto é desigual no Brasil.

Para 80% dos pais e responsáveis, é muito provável que eles fiquem para trás por terem mais dificuldades de estudar em casa.

Além disso, 47% dos entrevistados dizem ter sofrido com a diminuição da renda familiar durante a pandemia.


+ Saúde