Projeto suspende até o fim deste ano as tarifas de transferências bancárias

  • Hélio Rodrigues
  • Publicado em 6 de abril de 2020 às 09:40
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:34
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Por causa do isolamento social, senador apresentou projeto para isentar de taxa transferência eletrônica

O Senado Federal vai analisar um projeto de lei que suspende até o final do ano a cobrança de tarifas bancárias sobre operações de transferência.

Essa medida está prevista no PL 1.342/2020, do senador Alvaro Dias (Podemos-PR). 

Ele argumenta que, durante a atual crise provocada pela pandemia de coronavírus, a população precisa ter acesso, “sem restrições”, a serviços essenciais.

“A situação exige que as famílias efetuem transferências entre seus membros e o façam para outras pessoas com dificuldades, em solidariedade”, escreveu o senador em sua justificativa para o projeto.

O Banco Central classifica as transferências como serviços essenciais (Resolução 3.919, de 2010) até o limite de duas por mês entre contas correntes da mesma instituição financeira ou duas por mês para contas de poupança do mesmo titular. 

A partir disso, é permitida a cobrança. O projeto de Alvaro Dias veda a cobrança em qualquer circunstância até 31 de dezembro de 2020.