Formula Chopp

Pastores brasileiros da Igreja Universal recebem ordem de expulsão de Angola

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 9 de abril de 2021 às 22:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda, capital de Angola. Foto de Estelle Maussion/AFP

Um grupo de sete pastores evangélicos brasileiros da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola foi notificado, na quinta-feira (8) à tarde, pelos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME), para abandonar Angola no prazo de 15 dias.

Segundo Francisco Paulo, correspondente da Rádio e Televisão Francesa em Luanda, os religiosos confirmam e dizem se tratar de perseguição da Comissão de Reforma angolana.

A diretora de comunicação da ala brasileira da IURD em Angola sublinha que, na terça-feira (6), um grupo de pastores brasileiros foi notificado para comparecer aos Serviços de Migração e Estrangeiros, mas já no local, os missionários foram surpreendidos com uma nota de ordem de expulsão do país.

Segundo Ivone Teixeira, a ordem, que resulta no cumprimento da resposta de uma nota da Comissão de Reforma, na qual se solicita a deportação de todos os missionários brasileiros, abrange também os familiares dos respectivos pastores.

Um grupo de pastores brasileiros e as respectivas famílias foram notificados na manhã desta quinta-feira. O grupo de pastores deslocou-se às instalações dos Serviços de Migração e Estrangeiros para responder à notificação do dia 6 de abril.

Ao chegar no Serviço de Migração foram surpreendidos com notificações de abandono, emitidas pelos Serviços de Migração e Estrangeiros, contra os missionários brasileiros e as suas famílias.


+ Religião