​Novas regras da fase amarela do Plano São Paulo para o comércio

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 13 de dezembro de 2020 às 11:36
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 11:25
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Lojas variam a abertura e fechamento de seus atendimentos em Franca para atender clientes

Lojas e outros estabelecimentos têm regras para o funcionamento no final de ano de acordo com o pLano Ação São Paulo

O governo do Estado de São Paulo divulgou na sexta, 11/12, novas regras para a fase amarela do Plano SP sobre o funcionamento do Comércio Varejista, tendo em vista o período de vendas de Natal.

Fica autorizado o horário especial estendido, tanto para o Comércio Tradicional de Rua quanto para os Shoppings Centers, com objetivo de reduzir aglomerações.

Comércio Tradicional:

– Pode atender o público por, no máximo, 12 horas, de segunda à sábado. No domingo é facultativo conforme a Convenção Coletiva de Trabalho.

– Capacidade de acesso mantida em 40%.

– O funcionamento não pode ultrapassar o limite de horário das 22h.

Shopping Centers:

 – Podem atender o público por, no máximo, 12 horas, de segunda à domingo.

– A capacidade de acesso fica mantida em 40%.

– O funcionamento não pode ultrapassar o limite de horário das 22h.

Bares:

– Podem atender o público por, no máximo, 12 horas, de segunda a domingo, respeitando o limite de horário das 20h.

– A capacidade de acesso fica mantida em 40%.

Restaurantes:

– Podem atender o público por, no máximo, 12 horas, de segunda a domingo, respeitando o limite de horário das 22h.

– Fica proibida a venda de bebidas alcóolicas a partir das 20h.

– A capacidade de acesso fica mantida em 40%.

Lojas de Conveniência:

 – Podem atender o público por, no máximo, 12 horas, de segunda a domingo, respeitando o limite de horário das 22h.

– Fica proibida a venda de bebidas alcóolicas a partir das 20h.

– A capacidade de acesso fica mantida em 40%.

*As medidas entraram em vigor no sábado, 12/12, e vão até o dia 30/12 (quarta) podendo ser prorrogadas.


A ACIF e a CDL Franca ainda não se manifestaram por meio de sua assessoria até o fechamento desta noticia.