MAIS SOBRE A MÚSICA

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 28 de maio de 2017 às 22:46
  • Modificado em 29 de outubro de 2020 às 23:56
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

CONVERSA DE BOTEQUIM

Quem não conhece, levanta a mão!

Tenho certeza absoluta de que, mesmo não tendo ainda entrado na casa dos “enta”, você aí já ouviu alguma coisa assim : “Seu garçom, faça o favor de me trazer depressa…”

Não existe em nossa música popular crônica mais espirituosa sobre uma cena do cotidiano que esta. Obra de Noel Rosa. Localizada em um café, ambiente que o poeta conhecia como ninguém, a crônica tem como personagem principal um freguês desabusado que, ao preço de uma simples média (xícara grande de café com leite) com pão e manteiga, acha-se no direito de agir como se estivesse em sua casa. Assim, em ordens sucessivas, ele exige do garçom atendimento rápido e eficiente. Olhaí, de novo, os versos que ensaiei acima : – “Seu garçom faça o favor/ de me trazer depressa/ uma boa média que não seja requentada/ um pão bem quente com manteiga à beça/ um guardanapo/ um copo d’água bem gelada…”. E o cara não para por aí! Exige ainda o fornecimento de “caneta, tinteiro, envelope, cartão, cigarro, isqueiro, cinzeiro, revistas, o resultado do futebol” e até “o empréstimo de algum dinheiro”, uma vez que deixara todos os seus trocados com o bicheiro (cara que faz o jogo do bicho). E, segura aí : tudo isso, fiado :-“Vá dizer ao seu gerente/ que pendure essa despesa/ no cabide ali em frente”.

Uma obra-prima, essa “Conversa de Botequim” !

Casando com a letra de forma primorosa, a melodia, sincopada, foi escrita por seu parceiro mais constante, o  pianista paulistano Oswaldo Gogliano, ou melhor, VADICO. Letra e música foram feitas em ocasiões distintas, mas soam como se tivessem sido criadas ao mesmo tempo, por uma mesma pessoa.

O próprio Noel é considerado o melhor intérprete desta obra, uma de suas mais gravadas composições. No seu jeito simples de cantar, ele “diz” a letra com a naturalidade com que um malandro daria todas aquelas ordens a um garçom de botequim.

São inúmeras,as gravações disponíveis de “Conversa de Botequim”, de 1935, mas, pra você conferir, tai um registro de Maria Rita, com graça, bossa e talento.

www.youtube.com/watch?v=DaB7im2Bgco

Fontes : Internet e “A Canção No Tempo” – Jairo Severiano/Zuza Homem de Mello

Foto: Liga Entretenimento/Divulgação

3 CURTAS SOBRE A MÚSICA

1. CENSURA : No ano de 1940 foram vetadas no Brasil, 370 letras de músicas populares por serem portadoras de referências consideradas “negativas”. Criado em 1937, o responsável pelas proibições era o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda).

2. DISCOTHÈQUE : O termo foi inventado pelo cineasta francês Roger Vadim no final dos anos 40, referindo-se às pequenas boates parisienses que não tinham dinheiro para tocar música ao vivo.O apelido pegou e, nos anos 70, “discoteca” virou moda e também um tipo de dança, popularizada por John Travolta e companhia no filme “Os Embalos de Sábado à Noite”, de 1977 .

3. CHÁ-CHÁ-CHÁ : Isso é nome de dança e ritmo, pra quem não sabe. Enorme sucesso entre os anos 50 e 60, foi inventada na cidade americana de Pittsburgh pelo coreógrafo Fred Kelly, juntamente com o percussionista cubano Tito Puente, que criou o ritmo.

Fonte :  Revista “Música”      

BENY CHAGAS MUSIC SHOW

Mais Brasil FM – 101,3 Mhz – e www.radiomaisbrasil.com.br – Franca, SP : sábado e domingo às 10h.

radionovaip.com.br – Ribeirão Preto – SP : Sábado às 11h e  domingo às 12h.

ponto1000.com – Ribeirão Preto – SP : segunda a sexta  07 e 22h.

                                                                  sábado  07, 10 e 22h.

                                                                  domingo  07, 12 e 22h.

portalmusicalfranca.com.br – Franca – SP : quinta, sexta e sábado 18 h.

Rádio Viva Manaus – Web Rádio Studio Y – Manaus – AM – Domingo 18:00 (19 h. Brasília).    

Envie suas sugestões para inclusão nos roteiros de programação: (16) 3017-2030, whats app (16) 9 8192-6052 e e-mail [email protected]

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.