GIMA lança programa de inclusão digital para escolas públicas da região

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 14 de dezembro de 2020 às 12:56
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 11:34
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Gincana disponibiliza a mais de 120 alunos smartphones já com internet gratuita

A GIMA (Gincana Intermunicipal pelo Meio Ambiente) inova mais uma vez. A gincana agora terá um programa de inclusão digital voltado especificamente para alunos da rede pública da região. 

A cerimônia oficial para o lançamento do programa será realizada nesta quinta-feira, dia 17, na Fazenda Bom Jesus, sede do Café Labareda, que organiza a GIMA.

Pelo programa, mais de 120 alunos de escolas municipais das cidades de Cristais Paulista, Ribeirão Corrente e Pedregulho receberam um celular smartphone já com internet gratuita para que possam acessar o mundo digital. 

Os alunos beneficiados foram escolhidos pelas próprias escolas, tendo como principais critérios crianças de baixa renda e sem condições de estudo virtual. 

“Nossa intenção é facilitar o acesso dessas crianças ao mundo digital, ainda mais agora em tempos de pandemia em que as aulas estão sendo ministradas virtualmente. Boa parte desses alunos estava enfrentando dificuldades para acompanhar essas aulas porque não tinha como acessar a internet”, contou a professora Lucileida Castro, uma das idealizadoras do programa.

A ideia de criar o programa de inclusão digital surgiu em meados deste ano. “Em 2020, precisamos cancelar a edição tradicional da GIMA por causa da pandemia. Ficamos muito triste e pensando em alternativas. Foi aí que tivemos a ideia de criar algo que pudesse ajudar as crianças”, contou a empresária Flávia Lancha, uma das criadoras da GIMA.

O Café Labareda buscou, então, ajuda de seus parceiros comerciais na Austrália e empresas brasileiras. 

“Foram quatro meses de muito trabalho, planejando como funcionaria o programa até chegarmos ao atual formato. Adquirimos os celulares e contratamos um professor para auxiliar na forma de configurar os aparelhos e ajudar os alunos com dúvidas sobre como usar”, disse o diretor comercial da Labareda, Gabriel Afonso Lancha Alves de Oliveira.

Entre os patrocinadores brasileiros, estão: o Café Labareda, Minas Hill, A.Alves, Fazenda Estrela do Oeste, Sicoobcocred e Origem.

A entrega dos celulares para as três escolas selecionadas foi feita em outubro e novembro.

“Eu sou professor de Educação Física e já participei de diversas edições da GIMA. Vi de perto como os alunos ficam felizes. Este ano infelizmente não tivemos. Mas somos muito gratos pela criação deste novo programa”, disse o secretário de Educação de Cristais Paulista, Bruce David Lourenço. 

Ele explicou que os celulares foram entregues para os alunos que não estão conseguindo acompanhar as aulas online. 

“Nós estávamos imprimindo todo o material e entregando a eles porque não tinham acesso à internet. Agora não teremos esse trabalho e eles poderão acompanhar todas as tarefas”.

Agora os celulares devem ser devolvidos para as escolas, revisados e entregues novamente aos alunos no início do ano que vem.

O diretor comercial do Café Labareda espera que o programa ajude a diminuir o distanciamento social e possa melhorar o ensino para as crianças. 

“É um projeto lindo que ficamos muito emocionados. Diminuir o distanciamento social e dar oportunidades para as crianças é algo que todos deveriam fazer. Elas são o nosso futuro”.

Flávia Lancha disse que os planos para o futuro são de ampliar o número de escolas e de alunos atendidos. 

“Temos a cultura de fomentar a educação e a GIMA não pode parar. Estamos planejando um aumento dela e uma forma de criar mais conhecimento e cultura. Já fizemos o compromisso de continuar o programa por mais três anos e devemos aumentar o número de escolas e alunos”.