Etecs reabrem suas portas para a retomada das aulas presenciais, com restrições

  • Salvador Netto
  • Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 23:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Cada unidade elaborou um plano de retorno, informando número de alunos, professores e funcionários que circularão diariamente

Estudantes da Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) retomaram as aulas presenciais a partir desta quinta-feira (18).

Diversas unidades do Centro Paula Souza (CPS) reabriram suas portas para receber até 35% dos alunos matriculados, seguindo a legislação vigente e os protocolos de segurança definidos pelas autoridades sanitárias.

Neste primeiro semestre, o ensino será híbrido, conciliando aulas presenciais e remotas.

Cada Etec apresentou à Unidade do Ensino Médio e Técnico (Cetec) um plano de retomada, informando número de alunos, professores e servidores que circularão diariamente nas dependências da escola.

Supervisores educacionais analisaram esses documentos tendo como parâmetro os protocolos sanitários, a fim de garantir que a volta às aulas presenciais ocorra de forma segura para todos.

Nesta quinta, 164 Escolas Técnicas e classes descentralizadas – unidades que funcionam com um ou mais cursos, sob a supervisão de uma Etec – abrem suas portas.

Nos dias 22 de fevereiro e 1º de março está prevista a reabertura em outras escolas.

As Etecs podem retomar as atividades presenciais em qualquer das fases do Plano São Paulo (vermelha, laranja, amarela e verde), conforme estabelece o Decreto 65.384, de 17 de dezembro de 2020, desde que sigam as recomendações do Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, quanto à preservação da saúde da comunidade escolar.

É imprescindível, também, obedecer a Deliberação 195 do Conselho Estadual de Educação (CEE).

De acordo com a diretora do Grupo de Supervisão Educacional da Cetec, Sabrina Rodero Ferreira Gomes, uma pesquisa realizada com cerca de 95 mil estudantes das Etecs mostrou que 72,4% deles desejam voltar a frequentar a escola.

“As Etecs devem oferecer, preferencialmente, aulas práticas e neste momento os alunos concluintes terão prioridade, mas os demais também podem ser contemplados, de acordo com o planejamento feito pelas equipes escolares”.

Em Ipaussu, a Etec Prof. Pedro Leme Brisolla Sobrinho dividiu as turmas em três, com as siglas A, B e C, e um terço de cada sala irá às aulas em dias diferentes. Nesta quinta, por exemplo, é a vez do grupo A, na sexta deve comparecer o B e assim por diante.

“Nós estamos confiantes, seguindo os protocolos rigorosamente para transmitir segurança a professores, alunos e funcionários”, diz o diretor José Valdir Viol.

Já na Etec Professor Fausto Mazzola, de Avaré, que retoma as atividades presenciais na segunda-feira (22), a divisão é semanal. O grupo de estudantes que vai à unidade passa 5 dias acompanhando as aulas na Etec.

“Eles virão para ter aulas práticas e farão as aulas online no Laboratório de Informática para otimizar o tempo”, conta o diretor da unidade, Manoel Ferreira Junior. O gestor explica que elaborou o plano de retomada e o submeteu à equipe escolar. “Foi de um dos professores a sugestão de fazermos essa divisão semanal.”

Entre os dias 8 e 17 deste mês, as Etecs realizaram presencialmente o chamado acolhimento dos alunos novos: momento em que o estudante conhece o ambiente escolar, mantém os primeiros contatos com os professores, as disciplinas do curso, as normas da escola.

Fatecs

As Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) retomam as aulas presenciais em 1º de março.

No caso do Ensino Superior, a legislação indica que esse retorno só pode ocorrer quando a área em que a faculdade está localizada se encontre, pelo menos, na fase amarela do Plano São Paulo.
Outro critério é o município não ter decretos que impeçam a reabertura das unidades.


+ Educação