Como gastar menos nas festas de fim de ano e organizar suas finanças

  • Caio Mignone
  • Publicado em 18 de novembro de 2019 às 18:23
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:02
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Com a proximidade das festas de final de ano, muitos brasileiros começam a pensar no que vão gastar

Mais uma vez, o fim de ano promete ser caro para os consumidores. Segundo uma pesquisa, mais de um terço dos brasileiros acredita que vai gastar mais no Natal deste ano do que em 2018. 

Felizmente, há muitas maneiras de manter as finanças em ordem nessa época de tantos gastos. Aqui vão algumas dicas.

Siga lendo na galeria a seguir.

Limite o uso de cartão de crédito

Um cartão de crédito é útil para as compras online – mas não se você colocar todos os gastos de Natal nele. Se você pagar apenas o mínimo da fatura, vai levar anos para saldar toda a sua dívida.

Em vez disso, use o cartão de débito ou dinheiro vivo. Dessa maneira, você pode começar o ano novo com o pé direito nas finanças.

Use pontos de bonificação

Hoje em dia, a maioria dos varejistas têm programas de pontos. O Natal é a hora de aproveitar esses pontos que você acumulou durante tantos meses.

No Brasil, a conversão de pontos em produtos em 2019 é a maior dos últimos anos. Assim, por que não aproveitar a onda e cortar custos para comprar lembranças, ou mesmo para ir ao supermercado ou ao posto de combustível?

Organize um amigo secreto

Fazer um amigo secreto é uma maneira de reduzir bastante a sua conta do Natal. Pense como seria bom dar apenas um presente, em vez de comprar para cada um dos seus familiares. 

Além disso, o amigo secreto pode ser divertido, por ser uma oportunidade de brincar um pouco com o resto das pessoas.

Dica: para evitar gastos excessivos, determine um orçamento. A sua carteira agradece!

Faça antes uma lista do mercado 

Vai receber as pessoas em casa no Natal este ano? Não deixe as compras dos ingredientes para a última hora: assim, você evita pagar muito caro, além de fugir das filas.

Fique de olho dos descontos para os itens que precisar, como carne (que pode ir para o congelador), condimentos e enlatados. De última hora, deixe só para comprar alimentos frescos.

Organize a carona

Todo mundo vai passar o Natal na casa da avó? Se tiver espaço no carro, pergunte a seus parentes se alguém quer ir com você. Assim, é possível reduzir bastante o custo do combustível, além de reduzir as emissões de gases.

Faça cada um levar seu prato

Se todo mundo vai à sua casa na ceia de Natal, peça a cada um que leve alguma comida, como aperitivos ou a sobremesa.

Não compre os presentes no último dia

Nem pense em comprar presentes na véspera do Natal. Os shoppings vão estar lotados, e você pode não encontrar o que quer. Além disso, sempre há a chance de estourar o orçamento por fazer uma compra impulsiva.

Pense bem nos presentes com bastante antecedência. Faça uma lista de quem vai ganhar seus presentes, e defina um orçamento para cada um.

Faça um orçamento – e não fuja dele!

Quanto você pretende gastar no Natal este ano? Se você ainda não sabe a resposta, provavelmente você precise fazer um orçamento.

Não esqueça de incluir todos os gastos que estão incluídos nessa época do ano (presentes, viagens etc.). Isso vai ajudar você a controlar as finanças.

Cuidado com as promoções da época

Datas como a Black Friday podem ser enganosas. Os descontos de alguns itens podem valer a pena, mas outros – como videogames, malas e aparelhos em geral – costumam ter pegadinhas. Cuidado com as compras impulsivas: é sempre melhor se planejar durante o ano todo.

Faça seus próprios presentes de Natal

O presente de Natal mais original é sempre aquele que você mesmo faz. Mesmo não tendo uma habilidade manual incrível, existem milhares de tutoriais online de acordo com o seu nível de talento. 

Além disso, os presentes feitos em casa são menos caros e mais ecológicos do que os comprados na loja. E se você tiver filhos, dá para colocá-los na brincadeira, e ajudá-los a fazer presentes para avós e tios.

Mantenha os recibos e notas

Seja para você ou para alguém que você ama, guarde as notas e recibos das compras de Natal. 

Sempre é possível que aquela camisa que você comprou para o seu irmão não vai servir, ou que o seu sobrinho já tenha aquele jogo que você pensou em dar. 

Outra dica: tenha certeza de que a loja onde você vai comprar tenha uma boa política de devolução.

Use cupons

A internet é cheia de sites de cupons de desconto. Por que não usá-los nas suas compras de Natal? Com eles, você economiza bastante nos gastos com comida e com presentes.

Recicle presentes

Não sabe o que vai dar no amigo secreto do trabalho? Por que não passar adiante aquele livro de receitas que você ganhou no ano passado e nunca abriu? 

Reciclar presentes é algo que cada vez mais pessoas fazem – não só para economizar, mas também para reduzir o consumo e ajudar o planeta.

Dê experiências de presente

Você sabia que as pessoas que gastam dinheiro com experiências são são mais felizes? Assim, um presente original, ecológico e barato seria dar a seus amigos e parentes uma experiência autêntica. 

Por exemplo: dê a seu parceiro ou parceira cinco bilhetes de jantares. Assim, a pessoa ganha direito a cinco jantares feitos por você – mas ela tem que lavar a louça!

Faça suas próprias decorações de Natal

Para manter os custos sob controle, talvez você possa usar decorações de Natal feitas em casa este ano. 

Um exemplo: reutilizar objetos e materiais que você já tem, como arames, para criar ornamentos econômicos e sustentáveis. Existem centenas de tutoriais online que podem ajudar você.

Corte coisas supérfluas

Limite o máximo possível os seus gastos durante o fim de ano. Por exemplo, se você for amante do café, dê um tempo na sua cafeteria preferida. Em vez disso, faça o café em casa e leve para o trabalho em uma caneca térmica. 

Se você gasta R$ 4 por dia em um café fora de casa, é possível economizar R$ 120 em um mês mudando os hábitos. E isso já o preço de um bom presente de Natal.

Faça atividades gratuitas ou baratas

O Natal tem toneladas de atividades para se escolher. Então, para evitar a falência, opte pelas mais baratas ou gratuitas. 

Em vez de gastar indo para a praia, por exemplo, fique na cidade e passe o fim de semana no parque. E ver filmes em casa é mais barato que ir ao cinema.

Esqueça os cartões comprados em loja

Cartões de festas de fim de ano são caros e contribuem com o consumo em excesso. Em vez de comprá-los, faça-os você mesmo para seus amigos e familiares. E se você tiver filhos, peça a ajuda deles nessa tarefa, eles vão adorar!

Compare preços

Acha que encontrou um bom desconto em um item específico? Antes de comprá-lo, tire um tempo para pesquisar mais e ver se você realmente achou o melhor preço.

Há dezenas de sites de comparação de preços. Além disso, algumas lojas dão garantia do menor preço e oferecem descontos para bater a concorrência.

Economize nas luzes de Natal

Se a sua casa fica tão cheia de luzes de Natal que ela pode ser vista do espaço, é melhor esperar uma conta de luz pesada em janeiro. 

Para evitar esse problema, é melhor pesquisar as luzes que são mais econômicas, como as de LED, por exemplo. Elas consomem cerca de 90% que as incandescentes.