Cinco cidades da região de Franca se destacam na arrecadação per capita

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 24 de outubro de 2015 às 11:20
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 17:29
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Levantamento junto ao TCE destaca Rifaina, Buritizal, Rib. Corrente, Altinópolis e Jeriquara

Os 26 municípios da região de Franca, juntos, têm uma população de 803.927 habitantes e cinco deles apresentam arrecadação per capita acima de R$ 2 mil e por isso se destacam por sua geração de receita alavancada pelo agronegócio e usina hidrelétrica (ambos setores cm forte geração de ICMS).

Os cinco municípios – dos 26 da região – que se destacam na arrecadação por morador: 

Rifaina (R$ 3.590 por morador)

Buritizal (R$ 3.114)

Jeriquara (R$ 3.005)

Ribeirão Corrente (R$ 2.672)

Altinópolis (R$ 2.332) 

Os dados foram levantados com exclusividade pelo portal Jornal de Franca no portal da transparência municipal do TCE – Tribunal de Contas do Estado de SP

A classificação de arrecadação per capita, não significa entretanto, que estas cidades têm os maiores orçamentos. Na realidade, distribuída a arrecadação municipal, cada residente fica responsável por um índice maior de contribuição para o que sua cidade arrecada. 

Por exemplo: Rifaina, a 1ª colocada em arrecadação per capita, recebe 50% do ICMS gerado pela Usina da Cemig, em Jaguara, localizada no Município de Sacramento (MG). Além disso a cidade tem mais de 400 ranchos e casas de veraneio em seu território e é preferida por aposentados que têm renda e se mudam para a cidade em busca de excelente qualidade de vida que o balneário oferece.

Restinga é outra, que por ser um dos maiores municípios da região em extensão territorial, recebe repasses por conta das contribuições de grandes lavouras de café, de usinas de cana e do pedágio da Autovias, na Cândido Portinari.  

Outras, como Buritizal, Aramina, Jeriquara e Altinópolis são fortes mesmo por conta de receitas geradas pelo seu agronegócio, fortalecido, principalmente na cafeicultura e cana-de-açúcar. 

Dividida pelo número de moradores, a arrecadação per capita sobe por este motivo, pois não significa que os residentes pagam mais impostos para que esta distribuição seja alta. 

Os cinco municípios cujos moradores têm arrecadação per capita menor entre os 26 municípios que somam os 803.927 moradores são, pela ordem: 

Itirapuã (R$ 1.188 arrecadado por morador)

Batatais (R$ 1.622)

Igarapava (R$ 1.669)

Brodowski (R$ 1.677)

Franca (R$ 1.241)