Ciência responde: usar máscara durante exercício dificulta respiração?

  • Salvador Netto
  • Publicado em 10 de novembro de 2020 às 19:46
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 07:59
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Pesquisadores não detectaram qualquer indício de que a máscara prejudica a respiração

A utilização do acessório de proteção contra a Covid-19 não é danoso para os índices de oxigênio na corrente sanguínea e nos músculos durante a prática de atividade física vigorosa, destaca um estudo da Universidade de Saskatchewan, no Canadá, conforme reporta um artigo publicado na revista “Galileu”.

Os pesquisadores não detectaram qualquer indício de que a máscara prejudica a respiração de pessoas saudáveis e provoca a reinalação de dióxido de carbono (CO2), que por sua vez pode causar insuficiência respiratória.

A pesquisa divulgada no “Journal of Environmental Research and Public Health”, monitorou o uso de uma máscara de tecido de três camadas em 14 homens e mulheres saudáveis e fisicamente ativos.

Para efeitos daquela pesquisa, os cientistas solicitaram aos voluntários para que realizassem um aquecimento rápido numa bicicleta ergométrica e que mantivessem uma frequência específica de pedaladas, à medida que a intensidade do teste subia gradualmente. 

No momento em que os indivíduos já não conseguissem manter o ritmo do treino, a experiência parava.

De acordo com a revista “Galileu”, cada um dos 14 participantes repetiu o teste três vezes. Na primeira rodada, usaram uma máscara cirúrgica; na segunda, uma máscara de tecido; e na terceira pedalaram sem máscara. 

Ao mesmo tempo que os cientistas, analisavam a quantidade de oxigênio no sangue e nos músculos dos envolvidos.

Para os autores do estudo: “em relação ao desempenho máximo do exercício, nenhuma diferença foi evidente entre usar ou não uma máscara na saturação arterial de oxigênio, no índice de oxigenação dos tecidos, na avaliação do esforço percebido ou na frequência cardíaca em nenhum momento dos testes”.

Entretanto, o co-autor do estudo Phil Chilib acrescentou: “se as pessoas usarem máscaras durante a prática de exercício em espaços fechados, isso pode tornar as sessões mais seguras e permitir que as academias permaneçam abertas durante a Covid-19. Também pode permitir que os esportes continuem, incluindo o hóquei, onde a transmissão de Covid-19 parece ser alta”.