Brasil é o 61º melhor país do mundo para viver, aponta índice internacional

  • Salvador Netto
  • Publicado em 21 de dezembro de 2020 às 18:10
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:17
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O país registrou baixo desempenho em inclusão social, educação e segurança pessoal

O Brasil é, de acordo com o Índice de Progresso Social 2020, o 61.º melhor país do mundo para viver, atrás de países da América do Sul como Chile (34º), Uruguai (38º), Argentina (41º) e Peru (59º) .

O índice desenvolvido pela Social Progress Imperative, uma organização norte-americana sem fins lucrativos, e divulgado pela Deloitte, indica que o Brasil baixou 0,84 pontos num ranking de 163 países.

O país evidencia uma baixa performance nos indicadores de Educação, que teve uma pior posição que o ano anterior, seguido de segurança pessoal, onde políticas de extermínio e tortura ficaram em evidência no ranking. Inclusão social também foi um dos pontos que fez a nota do país baixar.

Em ponto que o Brasil ficou em destaque, a luta contra a fome foi um dos únicos tópicos que o país teve bom desempenho.

Saliente-se que este indicador classifica a performance social de 163 países ao longo de sete anos (2014-2020), analisando 50 indicadores relativos, como Nutrição, Habitação, Segurança, Educação, Saúde, Direitos Humanos e Inclusão.