Os três superalimentos que ajudam a prevenir demência e Alzheimer

De acordo com um novo estudo, a ingestão regular de batata doce, couve e cenoura melhora a saúde cognitiva.

Postado em: em Saúde

Substâncias como os carotenoides, a luteína e zeaxantina são há muito conhecidas por melhorem a função cerebral.

E recentemente um estudo norte-americano apurou que os idosos que apresentavam baixos níveis de carotenoides necessitavam consequentemente de despender mais energia cerebral para realizar tarefas que exigiam memória.

Este composto poderoso pode ser encontrado em vários alimentos coloridos – como a cenoura, a couve e a batata-doce – e sabe-se que beneficia a capacidade cognitiva.

A equipe de pesquisadores da Universidade da Georgia descobriu que, ao invés de causar problemas, níveis elevados de carotenoides, como luteína e zeaxantina, têm um impacto significativamente positivo função cerebral, prevenindo o aparecimento de demência na velhice. 

Agora, como reporta o jornal britânico Daily Mail, os cientistas pretendem estudar qual é a quantidade exata e recomendada que os indivíduos devem ingerir para prevenir a doença degenerativa do cérebro.


Artigos Relacionados