Ex-juiz francano eleito membro do Órgão Especial do Tribunal de Justiça

Ex-juiz, que como adolescente foi Guarda Mirim e atuou no Fórum de Franca, está no Tribunal de Justiça

Postado em: - Atualizado em: em Justiça

​O desembargador Elcio Trujillo, ex-juiz de Direito em Franca, que em sua adolescência foi guarda-mirim, foi eleito ontem (28) no Tribunal de Justiça do Estadio para compor o "Orgão Especial"  da principal corte judicial paulista. 

Junto com Trujillo foram eleitos por seus pares, em eleição interna, Artur César Beretta da Silveira,  e Maria Cristina Zucchi. 

O "francano" Elcio Trujillo foi escolhido para a vaga anteriormente ocupada pelo desembargador Dimas Borell

Elcio Trujillo é natural de Ribeirão Preto (SP), nascido em junho de 1953. É bacharel pela Faculdade de Direito da Universidade da Associação de Ensino de Ribeirão Preto (UNAERP), turma de 1977. Ingressou na Magistratura em 1979, como juiz substituto na 40ª Circunscrição Judiciária, com sede na Comarca de Ribeirão Preto. 

Também judicou em Santa Fé do Sul, Pedregulho, Rancharia, Matão, Franca e São Paulo. Foi removido ao cargo de juiz substituto em 2º grau em 2005 e promovido ao posto de desembargador em 2011.

Na classe Carreira, Artur César Beretta da Silveira foi reeleito com 261 votos. Thomaz Júnior, teve 180 votos. Os desembargadores Oscild de Lima Júnior (165 votos) e Maria Lúcia Ribeiro de Castro Pizzotti Mendes (38 votos), ficaram em 3º e 4º lugares, respectivamente. Na classe Carreira, foram contabilizados 38 votos brancos e 14 nulos, totalizando 644 votos válidos.

Na classe Quinto Constitucional – Advogado, Maria Cristina Zucchi teve 110 votos e será a primeira mulher a compor o OE, ocupando vaga decorrente do término do mandato do desembargador João Negrini Filho. Tasso Duarte de Melo (92 votos), Otávio Augusto de Almeida Toledo (91 votos) e Eutálio José Porto de Oliveira, com 47 votos, também concorreram. Houve, ainda, 5 votos brancos, 3 nulos e um total de 340 válidos.  

 Eleição

A votação ocorreu por sistema on-line e transcorreu da 0 às 16 horas de ontem (28). O presidente do TJSP, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, anunciou o resultado em sessão pública iniciada às 16h15, no Salão Ministro Costa Manso, no Palácio da Justiça, sede da Corte.

Dos 360 desembargadores que compõem o colégio eleitoral, 348 votaram. As 12 abstenções representam índice de 3,33% e rendeu elogios do presidente Pereira Calças aos votantes. “Este maciço comparecimento ao pleito demonstra o espírito democrático do colegiado e a extrema importância da eleição para o OE.”

Outros Currículos

 Artur César Beretta da Silveira – Nasceu em junho de 1956, na cidade de Olímpia (SP). Formou-se pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) em 1980. Ingressou na Magistratura em 1982, como juiz substituto na 15ª Circunscrição Judiciária, com sede em São José do Rio Preto.

Também judicou em Cardoso, Salto e São Paulo. Foi removido ao cargo de juiz substituto em 2º grau em 1997, alçado ao posto de desembargador em 2005 e eleito para o Órgão Especial em 2016.

Maria Cristina Zucchi – Nasceu em abril de 1950, na cidade de São Paulo (SP). Bacharelou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1973. Militou na Advocacia no período de 1975 a 2001, quando foi nomeada para o cargo de juíza do 2º Tribunal de Alçada Civil de São Paulo, pelo critério do Quinto Constitucional – Classe Advogado. Em 2005, foi alçada ao posto de desembargadora do TJSP.

Também participaram da sessão de apuração e proclamação do resultado o vice-presidente do TJSP, desembargador Artur Marques da Silva Filho; o presidente da Seção de Direto Criminal, desembargador Fernando Antonio Torres Garcia; desembargadores e servidores da Justiça.


Artigos Relacionados