Formula Chopp

Será que vale a pena? Médica enumera as vantagens da suplementação de colágeno

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 18 de julho de 2021 às 17:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Segundo marcas, a ingestão de uma colher em pó de colágeno por dia garante pele, unhas e cabelos bonitos e saudáveis. Mas, será?

Suplementação de colágeno caiu nas graças de celebridades que garantem que traz benefícios, será?

 

Nos Estados Unidos, a venda de suplementos de colágeno cresce a passos largos graças ao apoio de celebridades como Halle Berry e Jennifer Aniston, que adoram propagar os benefícios desse tipo de suplementação na mídia.

Segundo marcas, a ingestão de uma colher em pó de colágeno por dia garante pele, unhas e cabelos bonitos e saudáveis. Bom demais para ser verdade, não?

Primeiramente, é importante salientar que o colágeno é produzido naturalmente pelo corpo humano, mas os níveis dessa proteína caem com o avançar da idade.

Os suplementos vêm em diferentes formas, mas são mais comumente feitos de fontes bovinas e consumidos em pó.

Os usuários costumam dissolver o produto, que pode ser aromatizado ou não, em bebidas como o café.

As marcas de colágeno recomendam tomar o suplemento diariamente por meses a fio para sentir os resultados.

A dermatologista Melanie Palm, certificada pela Art of Skin, disse, em entrevista à Insider, que já existem boas evidências de que essa suplementação pode ser uma fonte útil de proteína pura para o corpo, trazendo benefícios reais à pele.

“Como os suplementos de colágeno são decompostos pelo intestino em partes elementares chamadas aminoácidos, fica a critério do nosso corpo como ele escolhe usar esses ‘blocos de construção’”, declarou Palm. “O colágeno tomado por via oral pode, de fato, ajudar a construir músculos, ossos e pele”, confirmou.

Como as mulheres tendem a consumir menos proteína do que os homens em geral, a suplementação pode ser ainda mais benéfica para elas, de acordo com Palm.

Mas o colágeno não é uma proteína completa, por isso, é importante associar o suplemento dele a uma alimentação balanceada para ostentar pele, unhas e cabelos saudáveis.

“A diferença entre o veneno e o remédio é a dosagem”, acrescentou a médica. “Por exemplo, se alguém tem problemas renais, uma dieta rica em proteínas como o colágeno não é recomendada”, finalizou.

Nas prateleiras de farmácias e mercados brasileiros já é possível encontrar diversas marcas de colágeno em pó.

Em média, uma lata de 400 g do suplemento custa R$ 100. Antes de tomar qualquer suplementação, consulte um especialista.

*Informações Metrópoles


+ Beleza