​Prefeitura autoriza retorno de cinemas, teatros e auditórios em Franca

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 18 de dezembro de 2020 às 09:51
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 12:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Ingressos devem ser vendidos on-line e ocupação dos espaços deve ser no máximo a 40% do local

No Franca Shopping salas de cinema ainda não vão receber público

A Prefeitura de Franca autorizou o retorno das atividades culturais como cinema, teatros e auditórios, paralisadas por conta da pandemia de Covid-19. 

A retomada, no entanto, deve respeitar uma série de medidas listadas em uma resolução publicada na edição extra do Diário Oficial de quarta-feira (16).

Franca está na fase amarela do Plano São Paulo desde 11 de setembro. O setor cultural poderia ter retomado logo após 28 dias de permanência na terceira etapa, mas seguiu fechado.

A Moviecom, empresa que gerencia as salas de cinema no Franca Shopping, disse que ainda não há data para a reabertura no município e alegou que o decreto da Prefeitura apresentou pontos desfavoráveis para o cinema, mas não citou quais, e informou que discute novas medidas com o executivo.

REGRAS 

O documento, assinado pelo secretário municipal de Saúde Luiz Carlos Vergara, determina que a capacidade máxima permitida de ocupação será de 40% total do estabelecimento e deve ser garantido o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas que não são da mesma família nas filas e assentos. Para isso, o bloqueio de lugares pode ocorrer na plateia.

O uso de máscara por funcionários e clientes, álcool em gel e higienização constante das mãos também são normas determinadas pela Prefeitura.

No entanto, o consumo de alimentos e bebidas nos estabelecimentos, principalmente em áreas fechadas, é proibido.

Outras determinações:

  • Funcionários com suspeita de Covid-19 deve ficar afastado por 10 dias; infectados cumprem isolamento de 14 dias;
  • Uso de bebedouros proibido;
  • Empresas devem adotar medidas que favoreçam a ventilação natural; ambientes devem ficar com portas abertas;
  • Ingressos devem ser vendidos on-line e conferidos de forma visual ou leitores óticos, sem contato manual;
  • Liberar mais acessos às salas;
  • Escalonar saída das sessões por fileira;

Pessoas com temperatura corporal acima de 37,5ºC não pode entrar no evento.